fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

2 com 20 faz sentido hoje?

Se você não entendeu o título desse post, fica tranquilo que eu vou te explicar.

Quando falei sobre 2-20, estou me referindo a duas taxas importantes que você deve analisar nos fundos de investimento para saber se vale a pena investir ou não. Estou falando das taxas de administração de performance, respectivamente. 

É muito comum os fundos de investimento cobrarem essas taxas e geralmente ficam nesses percentuais: 2% de taxa de administração e 20% de taxa de performance. 

Por que fundo de investimento cobram taxas de administração e taxas de performance?

Antes, vamos entender como um fundo funciona: 

Vamos supor que temos um amigo chamado Ênio que sabe muito sobre investimentos. Digamos que ele consiga rentabilidades de 20% ao ano, enquanto você tem rentabilidade de 10% ao ano.

Não seria uma boa ideia que ele administrasse a sua carteira???

Óbvio que ele não faria isso de graça, então vamos supor que você pagaria 2% ao ano por esse serviço. 

Ainda assim, parece a coisa certa a se fazer quando olhamos os números:

  • Rentabilidade anual da carteira do Ênio: 20%
  • Rentabilidade anual da sua carteira: 10%
  • Rentabilidade anual da carteira do Ênio, tirando 2% do serviço: 18%
  • Faz muito mais sentido você deixar que o Ênio invista por você, porque, mesmo pagando uma taxa, ele consegue fazer 8 pontos percentuais a mais do que você.

Colocando em números, se você investe R$ 5.000 você faz:

  • R$ 500 por ano investindo por conta própria (10% de 5.000).
  • R$ 900 por ano investindo com o Ênio (18% de R$ 5.000).

O Fundo de investimento funciona de modo parecido com o nosso exemplo. A diferença é que ele é uma empresa que está de acordo com todas as normas da CVM e Anbima. Para que o fundo consiga se remunerar, ele cobra uma taxa de administração e alguns taxa de performance. 

A Taxa de Administração

O nosso amigo Ênio, no caso o fundo, cobra 2% para fazer sua carteira render 20%. Essa é a taxa que os fundos cobram para administrar o seu dinheiro de forma que você consiga ter maiores retornos. 

A  Taxa de performance

Como nome diz é uma taxa atrelada à performance da carteira.

A taxa de performance é uma ferramenta para alinhar seus interesses com o do gestor. Ela é um prêmio para quando o fundo render mais do que o benchmark de referência.

O mercado geralmente cobra 20% do que render a mais.

Por exemplo, se você investe em um fundo que rendeu 5,66% acima do benchmark utilizado então a taxa de performance vai ser 20% de 5,66%, que dá 1,132% de remuneração para o fundo. 

Agora que todos estamos na mesma página do 2-20, será que vale a pena a taxa de administração e a taxa de performance?

A gente vem acompanhando cortes significativos nas taxas de juros e atualmente a taxa selic está em 2% a.a., com isso essas taxas precisam ser bem analisadas. 

Suponhamos que você queira entrar em um fundo de renda fixa para sua reserva de emergência e esse fundo rende 100% do CDI. Isso significa que a sua rentabilidade hoje é de 2% a.a. 

Se você tiver que pagar uma taxa de administração de 2%, sua rentabilidade vai ser zero, o que não compensa muito, já que é possível ter outros investimentos em renda fixa. 

Entretanto, se você tiver em um fundo de investimento de renda variável que te garanta rentabilidades acima do CDI nada mais justo que remunerar o fundo. Mas é importante que você calcule para saber se a taxa está justa ou não. 

Como disse antes, a taxa de performance é uma bonificação para o gestor. Consequentemente você terá mais rentabilidade.

Se o gestor do fundo ganha mais quando extrapola o benchmark, ele vai querer rentabilidades acima do benchmark para poder ser remunerado por isso.

Assim, você enquanto investidor também vai ter mais ganhos. Dessa forma, o alinhamento de interesses é mútuo de forma que as duas pontas saiam ganhando. 

Colocando em números

Suponhamos que você investiu R$ 10.000 em um fundo que rendeu 19% e significou 124% do CDI. 

Sua rentabilidade será 19% menos 2% de taxa de administração, 17%. 

A taxa de performance é de 20% do que excedeu o benchmark, ou seja, 20% de 24% dá 4,8%.

Sua rentabilidade então é de 12,2%.

Frente a uma taxa selic de 2%, o fundo ganhou 10,2 pontos percentuais a mais do que o benchmark. Nesse caso, valeu a pena pagar as taxas. 

Por isso, é importante você sempre acompanhar de perto seus investimentos, avaliar como um fundo está cobrando e se as taxas são condizentes com as promessas de rentabilidade.

Caso tenha alguma dúvida, procure um profissional do mercado para te ajudar a entender melhor as suas alternativas. 

161 / 171