fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

A Reforma Tributária entregue por Paulo Guedes colocou FIIs em “liquidação”

O brasileiro sempre teve um olhar atento para o mercado imobiliário. Não à toa, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC) projeta um aumento entre 5% e 10% deste setor em 2021.

Nos últimos 3 anos, cerca de 1,4 milhão de pessoas físicas começaram a investir em Fundos Imobiliários. Para os próximos anos, o número de investidores desses fundos pode passar de dois milhões.

E apesar da recém enviada proposta de Reforma Tributária apresentada por Paulo Guedes prever uma incidência de 15% de imposto sobre esses rendimentos, esta pode ser uma oportunidade histórica de ganhar dinheiro com os melhores FIIs do Brasil.

Por que fundos imobiliários atraem tanto os investidores?

Os Fundos Imobiliários são donos de grandes empreendimentos e têm clientes muito importantes.

Ao investir em FIIs, além de ter a chance de lucrar com a valorização do ativo que comprou, você pode receber aluguéis mensalmente.

Sim, você tem a chance de receber todos os meses um aluguel na sua conta de forma simples, sem se envolver em burocracias para comprar um imóvel comum.

Com os FIIs é possível:

  • Investir de forma fácil e sem burocracias: As burocracias dos imóveis podem ser complicadas e tirar o sono de muitos, mas, nos FIIs, a papelada fica por conta da administradora.
  • Blindar seus investimentos: Como os FIIs investem geralmente em variados empreendimentos você tem menos chance de sofrer com inadimplência, vacância… Com mais imóveis e diferentes locatários dentro de um mesmo fundo, um espaço vazio pesa menos.
  • Comece com uma nota de R$ 100: Uma enorme vantagem do FII é que o investidor pode começar com valores muito baixos. Com poucos reais já dá para comprar cotas de um fundo que administra um prédio comercial na Faria Lima e outro no Leblon.

Qual a proposta de reforma?

A proposta de reforma tributária que foi recentemente enviada pelo governo ao Congresso prevê uma incidência de 15% de imposto sobre os rendimentos dos Fundos Imobiliários, ou seja, uma mordida do Leão a partir de 2022 bem na parte da renda extra que tanto atrai os investidores .

No dia do anúncio da proposta da Reforma Tributária fez com que o IFIX — índice de fundos imobiliários negociados na B3 — fechasse em queda de 2%. 

Se pararmos para observar, nos últimos 18 meses a queda do IFIX é de aproximadamente 15%.

fonte: google | data de referência: 03/01/2020 a 10/07/2021

Analistas acreditam que esse momento de incertezas representa tanto perigo quanto oportunidade.

Veja:

  1. Existem boas chances de que essa tributação dos rendimentos não seja aprovada.
  2. Essa queda de preços dos fundos imobiliários pode ser uma oportunidade.

Principalmente, para 3 FIIs específicos.

3 Fundos Imobiliários ficaram muito baratos

Segundo analistas da Empiricus, dentre as três indicações de FIIs, dois são fundos de crédito imobiliário que estão com preço de entrada interessante e ainda apresentam dividend yield — taxa de dividendo — anualizado entre 9% e 11% ao ano.

Já o terceiro é um fundo de laje corporativa que está com desconto exagerado, um case clássico de assimetria. 

E o melhor, você não precisa ter 300, 400 mil reais em mãos, como se você fosse comprar um imóvel comum. 

Para montar a carteira completa com aqueles que podem ser os 3 melhores FIIs de 2021, você só precisa de R$ 300.

Você pode comprar ótimos empreendimentos a um preço mais barato do que há um ano e meio atrás.

Esta oportunidade única possibilita a compra de ótimos empreendimentos a um preço mais barato do que há um ano e meio atrás. E ainda com a chance de potencializar esse ganho recebendo aluguéis todo mês.

Hoje, existem mais de 300 Fundos Imobiliários no Brasil. Mas saber em quais deles alocar seu dinheiro é a jogada de mestre para fazer um bom investimento. Entenda melhor como aproveitar essa oportunidade neste documento aqui.

269 / 278