fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Afinal criptomoedas é arriscado ou não? Entenda a tecnologia por trás das criptos

Antes de falar se criptomoedas é arriscado ou não, vou começar esse texto com a famosa frase do Warren Buffet:

“O mercado foi feito para transferir dinheiro dos impacientes para os pacientes “

Warren Buffet

Leia até o final para entender se o “mago de Omaha” tem razão.

Você já deve estar cansado de ouvir sobre o Bitcoin (BTC) e os riscos “elevados” de investir em criptomoedas, mas pouco se fala de como funciona, então decidimos fazer diferente aqui!

A ideia desse texto vai ser:

  1. Entender (de um jeito descomplicado) como a tecnologia por trás dele pode revolucionar a indústria financeira e
  2. Desmistificar a ideia de que investir em criptomoedas é absurdamente arriscado

Bom, para facilitar a sua leitura, veja os tópicos que serão abordados:

  • A tecnologia do Bitcoin pode revolucionar o sistema financeiro global (em alguns dias)
  • Te provar por A+B que nenhum investidor paciente perdeu dinheiro com o BTC

A tecnologia do Bitcoin pode revolucionar o sistema financeiro global (em alguns dias)

Para começarmos a decifrar os bastidores do popular Bitcoin, eis as palavras-chave: P2P e blockchain.

Se você nunca ouviu falar, não precisa sair correndo. Vou te explicar de um jeito simples.

Uma rede P2P permite que cada ponto (computador) funcione como cliente e como servidor, dispensando a necessidade de um servidor central.

O blockchain, por sua vez, é como um livro-razão digital e blindado, que registra todas as transações de forma imutável — para que esse sistema seja invadido (hacking), seria necessário invadir 51% de todos os computadores da rede que possuíssem uma cópia do blockchain, ou seja, contar com uma capacidade computacional surreal.

Assim, enquanto a rede P2P garante a descentralização, o blockchain garante segurança.

Na prática, isso significa que plataformas com ambas as tecnologias não precisam de um intermediário (como um banco/corretora) e tampouco são violáveis.

Essas plataformas já existem: são as chamadas DeFi (abreviatura de Decentralized Finance ou Finanças Descentralizadas) e prometem revolucionar a indústria financeira pelo simples motivo de que o modelo atual não vai mais fazer sentido e, portanto, poderá ser extinto quando elas crescerem.

Afinal, um sistema financeiro assim, independente de qualquer governo ou instituição privada — e, portanto, sem as taxas que eles cobram — deixaria qualquer pessoa das próximas gerações se perguntando porque nós aceitávamos pagar taxas para bancões e corretoras.

Talvez, da mesma forma que alguns não entendem a fita cassete quando comparada com a Netflix.

Perceba a oportunidade de se posicionar agora e pegar esse crescimento com intensidade, potencialmente lucrando muito com um novo sistema financeiro global (que vai dar um passo enorme no curto prazo, como veremos adiante).

Não entre neste mercado sozinho

A revolução do sistema financeiro, que já está acontecendo por meio de toda cripto descentralizada, vai dar mais um passo enorme no dia 14 de julho.

Neste dia, o Ethereum (a plataforma com o maior ecossistema DeFi do mundo) vai passar por uma atualização para ficar mais acessível, mais robusto e com maior potencial de expansão.

O projeto contempla quatro atualizações, sendo esta a segunda delas.

A boa notícia, que deixa os especialistas em cripto confiantes de que muito valor pode ser destravado, é que os investidores receberam a primeira atualização (que aconteceu em 12/2020) de forma muito saudosa:

Ethereum mostrando ser uma criptomoeda pouco arriscado

Para você ter noção de valores, quem se posicionou com antecedência, transformou:

  • R$1 mil em R$4.458
  • R$4.458 em R$19.873,76
  • R$19.873,76 em R$88.597,23
  • R$88.597,23 em R$394.966,49

Tudo isso em seis meses — e estamos na cara do gol para que a segunda atualização aconteça e chame ainda mais atenção do mercado.

O Ethereum é uma plataforma com funções tão revolucionárias que, de certa forma, é como ter a oportunidade de voltar no tempo para investir nas big techs antes que suas ações explodissem em valorização, transformando pessoas comuns em milionárias.

Inclusive, Ether (ETH), a criptomoeda do Ethereum é uma das indicações de André Franco, especialista em criptomoedas.

Sim! Essa é uma das recomendações dele, assim como outras 14 criptomoedas igualmente (ou até mais) promissoras.

Quero saber as 14 criptomoedas mais promissoras do mercado

Quem escutou as recomendações do André teve a chance de surfar na primeira atualização de forma integral e já está posicionado para o “2º Round”, você pode ter ficado de fora, mas agora tem uma segunda chance.

QUERO DESTRAVAR A LISTA DE 14 CRIPTOMOEDAS

Você já pensou em transformar R$1 mil em R$2 milhões?

Sabemos que pode ser uma pergunta bizarra em um primeiro momento, mas olhe só o gráfico da ação abaixo:

Apesar de uma criptomoeda ser arriscado, tem mais rentabilidade em menos tempo comparada com as ações da Amazon
Ações da Amazon, que cresceram mais de 180.000%

A valorização foi tão exponencial que impulsionou aportes de meros R$1 mil para quase R$2 milhões (para os leitores mais criteriosos, R$1.844.554,90).

E sabe qual é o problema?

As pessoas que acreditaram nesta empresa foram chamadas de loucas.

Era 1997 e a internet era uma coisa totalmente nova, que pouca gente entendia e muitos desconfiavam — até mesmo não gostavam.

Investir em empresas que tinham a internet como fundamento, então? Nem pensar!

Porém, você mesmo viu o que aconteceu no gráfico acima e pode ver que se repetiu em muitos outros casos envolvendo as (hoje) big techs, como Google, Apple, etc.

Apesar de uma criptomoeda ser arriscado, tem mais rentabilidade em menos tempo comparada com as ações do Google
Ações do Google, mais de 4.000% de valorização
Apesar de uma criptomoeda ser arriscado, tem mais rentabilidade em menos tempo comparada com as ações da Apple
Ações da Apple, mais de 80.000% de valorização

Não precisamos nem admitir (ao menos em voz alta) que daríamos quase tudo pela chance de voltar no tempo e colocar um dinheirinho nessas iniciativas…

A boa notícia e grande sacada, aqui, é que a atualização do Ethereum, que vai acontecer no dia 14 de julho, é o primeiro passo para um projeto tão grandioso quanto as big techs.

A plataforma em questão, que já movimenta mais de 1 milhão de transações deste tipo por dia, pode mudar a indústria financeira como a conhecemos hoje em escala global.

Porém, quem investe nela, atualmente, também é chamado de louco.

Percebe o padrão?

As tecnologias revolucionárias, pouco conhecidas pelo público mais amplo, normalmente são atacadas até que elas se provem — e aí, não dá mais para fazer dinheiro de verdade.

Já aconteceu com a formação das big techs e está acontecendo agora com a atualização do Ethereum — vale reforçar que apenas a primeira delas, um passo tímido em relação ao projeto completo, significou uma valorização superior a 300%.

Foram os investidores que tiveram coragem de investir (e segurar o investimento) em iniciativas estratégicas, mesmo sendo chamados de loucos, que puderam se tornar milionários no longo prazo.

Em retrospectiva, foi como “ter coragem” de transformar R$1 mil em quase R$2 milhões, como vimos alguns parágrafos antes…

E agora, essa pode ser a SUA chance de entrar em um movimento potencialmente tão lucrativo quanto o que aconteceu com a Amazon, Google e Apple, de acordo com os especialistas da nossa gestora parceira, a Vitreo.

No entanto, vale repetir o mantra: lucros passados não são garantia de retorno futuro.

E isso abre espaço para você continuar na zona de conforto, é claro.

E também abre margem para que continue se arrependendo das oportunidades revolucionárias que transformam o mundo e deixam algumas pessoas ricas.

Por outro lado, você pode separar alguns minutos do seu dia para investir neste mercado com a ajuda de André Franco.

QUERO INVESTIR NAS CRIPTOS DEFI MAIS PROMISSORAS DO MUNDO

Vamos te provar por A+B que nenhum investidor paciente perdeu dinheiro com o BTC

Por fim, como prometido, vamos analisar a ideia de que investir em criptomoedas é arriscado a um nível de insanidade — o que podemos adiantar que é algo sem fundamento histórico algum.

O especialista André Franco fala que, em retrospectiva, se a gente pegar o desempenho histórico de preços do BTC, os investidores que seguraram o dinheiro aplicado nesta criptomoeda tiveram:

  • Em três anos, uma probabilidade de 99,86% de ganhar dinheiro;
  • Em cinco anos, uma probabilidade de 100% de ganhar dinheiro; e
  • A média de retorno neste espaço de tempo foi de 25.000%.

Então, historicamente, investimentos de longo prazo no BTC foram absurdamente lucrativos e colocaram muito dinheiro no bolso das pessoas que confiaram na moeda digital.

Viu, como a frase de Warren Buffet faz sentido?

Dito isso, você pode estar se questionando por que a mídia afirma, religiosamente, que criptomoeda é tão arriscado.

Bom, o primeiro motivo é: depende da criptomoeda.

Algumas criptos, como o Dogecoin (DOGE), são realmente arriscadíssimas e o próprio André aconselha que você passe longe dela e de algumas outras — em sua série, ele montou uma blacklist com todas as criptos que você deveria se afastar (desbloqueie seu acesso aqui).

O segundo motivo é que há muita mídia não especializada por aí, que conhece criptoativos de forma superficial.

É importante você se orientar por quem estuda o termo com afinco e é reconhecido neste nicho, como André Franco, que foi eleito um dos 50 analistas mais influentes deste mercado no Brasil.

Por fim, o terceiro motivo é um erro conceitual.

As pessoas costumam confundir volatilidade com risco quando, na verdade, são conceitos quase paralelos.

Imagine que a volatilidade é como as curvas de uma montanha-russa, com toda a intensidade de seus altos e baixos; enquanto risco é a chance de descarrilamento do carro do brinquedo.

Assim, novamente em retrospectiva, o BTC foi realmente muito volátil, mas com baixíssimo risco — e, caso segurado por cinco anos, como vimos, teve risco zero.

Para o futuro, a análise de André indica que o Bitcoin… bom, veja você mesmo durante sete dias gratuitos na série dele (e com R$100 para aplicar neste mercado).

QUERO CONHECER A SÉRIE CRYPTO LEGACY E LIBERAR A TRANSFERÊNCIA DOS MEUS R$100

264 / 348

Leave a Reply

Required fields are marked