fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Como analisar uma lâmina de um fundo de investimento

Não é difícil eu encontrar amigos e conhecidos que falam que recebem uma lâmina de fundo de investimento das corretoras e não sabe direito o que olhar. Isso também acontece com você? 

Se sim, não se preocupe. 

Resolvi fazer esse texto para mostrar que não é nenhum bicho papão e a partir de agora você vai conseguir ver as principais informações das lâminas da melhor maneira, decidir o fundo em que quer investir e, claro, acompanhar sempre como estão indo as suas aplicações no mercado. 

Mas antes, vamos passar por alguns conceitos rápidos, pode ser? 

O que é um fundo de investimento?

Um fundo é um veículo de investimento onde várias pessoas aplicam dinheiro. Esse dinheiro é alocado em ativos estratégicos escolhidos pelo gestor do fundo.

O gestor é um profissional com o objetivo de gerar o máximo de dinheiro para os seus clientes, ou seja, vai ser a pessoa responsável por gerir o dinheiro dos cotistas.

Não entendeu nada?

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Perae, não vai embora não!

Fizemos um post aqui falando sobre os fundos de investimento e o Eduardo deu um exemplo que deixa tudo muito claro.

“Roubei” amigavelmente o conteúdo dele para facilitar sua vida 😉 !  #valeuedu

Como funciona um fundo?

Vamos supor que temos um amigo chamado Ênio que sabe muito sobre investimentos. Digamos que ele consiga rentabilidades de 20% ao ano, enquanto você tem rentabilidade de 10% ao ano.

Não seria uma boa ideia que ele administrasse a sua carteira???

Óbvio que ele não faria isso de graça, então vamos supor que você pagaria 2% ao ano por esse serviço. Ainda assim, parece a coisa certa a se fazer quando olhamos os números:

  • Rentabilidade anual da carteira do Ênio: 20%
  • Rentabilidade anual da sua carteira: 10%
  • Rentabilidade anual da carteira do Ênio, tirando 2% do serviço: 18%

Faz muito mais sentido você deixar que o Ênio invista por você, porque, mesmo pagando uma taxa, ele consegue fazer 8 pontos percentuais a mais do que você.

Colocando em números, se você investe R$ 5.000 você faz:

  •  R$ 500 por ano investindo por conta própria.
  • R$ 900 por ano investindo com o Ênio .

O Fundo de investimento funciona de modo parecido com o nosso exemplo. A diferença é que ele é uma empresa que está de acordo com todas as normas da CVM e Anbima.

Quais são os tipos de fundo de investimento?

Existem alguns tipos de fundos de investimento:

  •  Fundo de Renda Fixa:

Tem pelo menos 80% do seu dinheiro alocado em ativos de renda fixa. O gestor desse tipo de fundo pode aplicar em ativos de maior risco

  • Fundo Cambial:

Investem pelo menos 80% de seu patrimônio líquido em ativos que se relacionam diretamente à variação de preço da moeda estrangeira em questão.

  •  Fundo Multimercado:

Tem políticas de investimento que envolvem vários fatores de risco. Os fundos multimercados podem investir em renda fixa, ações, derivativos, moedas estrangeiras, etc.

  •  Fundo de Ações:

Também conhecidos como FIA. Investem pelo menos 67% de seu patrimônio em ações ou ativos semelhantes (etfs, fundos de ações, ADRs, etc.).

Eles podem ser de curto ou longo prazo.

  •  Curto prazo:

São fundos cujo prazo médio de vencimento dos títulos que compõem a carteira é menor que 365 dias.

  • Longo prazo:

São os fundos cujo prazo médio de vencimento dos títulos é maior do que um 365 dias.

Agora que já temos essas informações em mente, vamos analisar uma lâmina de um fundo de investimento.

Vou pegar um exemplo aqui, mas lembramos que é para ilustrar o texto.

Essas informações são divulgadas pelas corretoras e nós não estamos fazendo nenhuma indicação de investimento. OK?

Como ler a lâmina de fundo de investimento?

Essa é a carinha de uma lâmina.

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Muita informação, né? Por isso parece assustador, mas vamos por partes que você vai conseguir entender!

Na parte de cima você encontra os objetivos do fundo e as políticas do fundo.

Logo abaixo ele apresenta a performance do fundo em relação ao CDI.

CDI é a taxa de empréstimo que um banco faz a outro pelo período de um dia. O CDI é importante para efeitos de comparação.

No caso dessa lâmina, está mostrando a performance do fundo desde 2013 até 2018 (leitura vertical) separado mês a mês (leitura horizontal).

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

As informações na horizontal são:

  • Rentabilidade do Fundo
  • Rentabilidade do CDI
  • Rentabilidade do Fundo em relação ao CDI
post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Nas duas últimas colunas tem um consolidado de performance no ano e quanto performou referente ao início do fundo.

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Vamos pegar um exemplo para você entender

Em 2018, o fundo fez no ano 12,08% de rentabilidade (primeira linha). O CDI fez 6,42%. Assim, o fundo performou 188,07% em relação ao CDI.

Uma informação interessante no caso dessa lâmina, é perceber que nos meses que a rentabilidade fica negativa, os percentuais não são muito altos.

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Outro ponto de destaque é que de 2016 para 2018 o fundo tem tido menor rentabilidade, por isso é preciso analisar outros fatores, como por exemplo se a estratégia do fundo mudou, se o mercado está em baixa, se o fundo ficou muito grande, etc

O gráfico abaixo traduz a tabela que acabamos de ver em imagem, para que você, investidor, consiga ver de maneira mais rápida e prática.

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

No período entre setembro de 2010 e setembro de 2018, o CDI teve retorno acumulado em torno de 125%, enquanto o fundo teve 165% em relação ao início do fundo (setembro 2010).

Ao lado desse gráfico, o fundo mostra seus dados estatísticos, por exemplo: quantos meses ficou positivo e quantos negativos.

Logo abaixo, um gráfico consolidando as informações, por trimestre desde setembro de 2010 a dezembro de 2018.

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor

Nessa parte você consegue ver uma variação do patrimônio.

Em 100 meses, ou seja, 8 anos e 4 meses, o fundo saiu de R$ 501.073.480,25 para R$ 1.731.403.327,84.

No rodapé tem informações relevantes do fundo. Vou destacar as que você precisa prestar atenção

post-blog-como-ler-uma-lamina-de-fundo-de-investimento-real-valor
  • Data de início:

Essa informação é basicamente quando o fundo começou a operar.

  • Patrimônio líquido atual:

Patrimônio líquido é o resultado da diferença entre os valores dos ativos e dos passivos de uma empresa, no caso, de um fundo.

Exemplo: em um ano X a empresa tem  R$ 100.000,00 de ativos e teve R$ 30.000,00 de passivos (obrigações). O patrimônio líquido então é de R$ 70.000,00.

  •  Investimento mínimo inicial:

Qual o valor mínimo que você deve colocar no fundo para poder ser um cotista do fundo

  •   Movimentação mínima:

O quanto você pode movimentar, ou seja, quando você pode aportar ou resgatar

  •  Cota de resgate:

Quantos dias demora para você resgatar sua cota. Nesse caso, demora 30 dias

  •  Pagamento do resgate:

Quando vai ser pago o valor que você vendeu suas cotas. Nesse caso, demora 1 dia depois da Cota de resgate. O que faz com que a liquidez desse fundo seja: D + 31, ou seja, você solicita resgate em um dia e recebe o valor em conta em 31 dias.

  •   Taxa de Antecipação de resgate

É muito importante prestar atenção nessa taxa.

Digamos que você não se planejou para ter o dinheiro na sua conta em 31 dias e precisa dele o mais rápido possível. No caso desse fundo que estamos analisando, o pagamento será em D+1.

Mas para essa operação acontecer, o fundo vai te cobrar uma taxa. Nesse caso, a taxa é de 5%, ou seja, se você antecipar R$ 10.000,00, vai receber R$ 9.500,00. Então fique ligado nisso, ok?

  • Taxa de Administração

Lembra do nosso amigo Ênio do começo do post? Ele cobrava 2% para fazer sua carteira render 20%.

Nesse fundo que estamos analisando, a taxa de administração também é de 2%. No último ano de 2018, ele rendeu 12,08%. É importante você calcular para saber se essas taxas valem a pena.

  •   Taxa de performance

Como nome diz é uma taxa atrelada a performance.

A taxa de performance é uma ferramenta para alinhar seus interesses com o do gestor. Ela é um prêmio para quando o fundo render mais do que o benchmark de referência.

Nesse caso, a taxa é de 20% do que exceder o CDI. Em 2018, o fundo excedeu 5,66% do CDI, então a taxa de performance é 20% de 5,66, que dá 1,132% de taxa de performance.

  • Classificação ANBIMA

É o tipo do fundo.

A lâmina nada mais é do que um raio x, uma fotografia, de como o fundo vem performando ao longo dos anos.

Nela vem as informações que você precisa saber para decidir se vai investir seu dinheiro em determinado fundo ou não. Cada fundo tem a sua maneira de diagramar essas informações, mas você sabendo o que olhar já facilita, certo?

Curtiu o texto? Compartilha com um amigo que ainda está perdido e não consegue avaliar uma lâmina de fundo de investimento.

Depois que você decidir onde vai alocar seu dinheiro, não deixe de acompanhar pelo app do Real Valor.  

94 / 159