fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Efeito Manada: entenda o que é e como evitar na hora de investir

Eu não sei você, mas eu adoro carnaval. 

Bloco de rua, encontrar os amigos. Para mim, é uma época muito alegre e rendem histórias engraçadas. 

Quando decidi escrever o texto sobre efeito manada eu lembrei de um episódio de umas amigas. 

Acho que eram umas 6 ou 7 amigas que estavam num bloco na Lagoa do Rio de Janeiro. Elas não estavam muito perto uma das outras e o bloco seguia normalmente.

Quando de repente uma delas, a Nicole, saiu correndo, as outras 5 ou 6 saíram em disparada na direção que ela estava indo. 

Quando ela parou todas se perguntaram: por que a gente correu? 

A Nicole falou: ué, meu uber chegou !

As outras caíram na gargalhada, mas acabaram perdendo o bloco. 

Não sei se você lembra, mas o Edu do Real Valor e o Bernardo do RVI Capital fizeram uma live falando sobre os principais erros que os investidores cometem na hora de investir e nem sabem. 

Vou deixar o link para se você quiser assistir

Em um momento do vídeo eles falaram sobre o efeito manada. O que isso tem a ver com investimentos?   

O efeito manada

Quando você vai investir, o ideal é seguir um raciocínio lógico. Analisar a empresa, os fundamentos, saber quem está fazendo a gestão da empresa (no caso de ações) ou dos fundos de investimento. Até para você poder acompanhar seus investimentos.

Entretanto, a economia comportamental mostrou que o ser humano nem sempre toma as atitudes de forma racional. Já escrevi alguns textos que é possível perceber isso em diferentes situações. Vou até deixar os links aqui: 

Mas afinal, o que é o efeito manada?

Ele acontece quando muitas ordens de venda de um papel faz o preço dele cair. Com o preço caindo, investidores desavisados correm para vender o mais rápido possível antes que caia mais. Isso faz com que o preço caia mais ainda e assim por diante.

A história que contei no início do texto é um exemplo clássico de efeito manada. Uma amiga correu e as outras correram na mesma direção, sem nem saber o porquê. A Nicole, por sua vez tinha um objetivo: o uber chegou. As outras amigas, simplesmente correram. 

Por que o efeito manada acontece e por que você tem que se atentar a ele nos seus investimentos

Um dos aspectos que o ser humano tem é o de pertencimento, fazer parte de um todo enquanto grupo. Geralmente não queremos (ou não tendemos) ir contra os grupos que nos identificamos por conta da influência do meio social.

Imagina que um amigo fala que vai comprar um ativo e indica compra. Aí você vai, dá uma olhada por alto nas notícias, vê que tem muita gente comprando, vai lá e compra. 

Quando tudo está indo bem, tudo bem. Mas e quando a maré vira e aquele ativo que você comprou começa a cair de preço?

O que geralmente acontece, é que muitas pessoas ficam com medo de segurar investimentos e vende por qualquer preço e vai gerando esse efeito manada. 

Esse movimento acaba indo contra a lógica do conceito básico de investimento: comprar na baixa e vender na alta. 

Nessas horas é preciso ter calma e se perguntar: vale a pena vender?  Aconteceu alguma coisa? Saiu alguma notícia relevante?

Se sim, vende. Não vamos cair no outro extremo de ficar com um papel para o resto da vida por apego, mas entende o que aconteceu. 

Na maior parte das vezes, as pessoas vendem e depois que vão entender a situação. 

Vou dar alguns exemplos de efeito manada em acontecimentos do recentes do mercado para você ver na prática e entender melhor na hora de analisar seus investimentos. 

Efeito manada na crise do coronavírus

O Ibovespa vinha numa boa alta nos últimos anos, o número de investidores na bolsa brasileira vinha crescendo bastante nos últimos meses.

Geralmente isso reforça uma escalada do preço dos ativos na bolsa. A lógica é simples: mais gente comprando faz com que os preços subam.

Mas veio uma combinação de fatores: coronavírus, crise mundial, quedas de preços, circuit breaker e muitos investidores de primeira viagem

O investidor vê ativos caindo 5% ou mais e vende para não perder mais. Quando isso é feito em escala, com vários investidores pensando igual, faz com que o preço caia ainda mais. 

Uma das hipóteses de que o tombo da bolsa entre fevereiro e março deste ano é o efeito manada. Confira o texto que o Edu fez que fala sobre isso. 

Bitcoin

Quando começou a se falar em Bitcoin, o valor era algo em torno de R$2/R$3. Em meados de 2017, entretanto, todo mundo começou a falar da nova criptomoeda, o que gerou um movimento de compra muito forte.

Impulsionado, principalmente, pelo efeito manada.O Bitcoin subia 10% por dia e ninguém queria ficar de fora, para poder aproveitar essa hipervalorização.

O preço subiu tanto que chegou a bater R$ 60 mil. Mas fato é que ninguém sabia direito o que era a tecnologia, sua proposta. 

Quando pararam para analisar, perceberam que o ativo não valia tudo isso e teve um efeito manada de venda, chegando a bater R$ 25. 

Se pararmos para pensar, hoje em dia essa supervalorização de ativos também está acontecendo em alguns papéis na bolsa. 

Com taxas de juros cada vez mais baixa no Brasil e uma inflação baixa, alguns ativos estão com valores altos. Em algum momento os preços vão ser ajustados, alguns até para baixo. 

Concluindo

Ao escolher um ativo para investir, faça uma análise dele, entenda o porquê você quer investir e trace uma estratégia para evitar cair no efeito manada. 

Evite se desesperar e ficar num ciclo vicioso: desceu vende, subiu compra. Dessa forma, você acaba operando no seu próprio contrapé. 

151 / 152