fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Esta ação da construção civil pode subir 47% e pagar 9% de dividendos em 2021

Patrocinado

Incorporadora fora do radar está barata, tem estrutura para dobrar de lucro em dois anos e integra carteira que se multiplicou por cinco desde 2015; empresa pode virar potência até o fim da década.

Investir na bolsa não é só multiplicar o dinheiro com a alta nas cotações das ações, mas também com os dividendos pagos pelas empresas. Há ações que oferecem uma coisa e deixam a desejar na outra, mas e se eu te falar que há uma oportunidade de você juntar essas duas vantagens em um só ativo, com ótimo ponto de entrada?

É o caso de uma ação fora do radar encontrada pelo analista e sócio-fundador da Empiricus, Felipe Miranda. O papel é de uma construtora brasileira que está abaixo do seu preço justo, com potencial de se valorizar 47% e pagar dividendos de 9% em 2021 – algo invejável frente a uma taxa básica (Selic) de 2%.

“É uma empresa que não precisa de altos investimentos ou imobilização de capital em seus projetos, trabalhando com permutas na aquisição de terrenos e repasse de financiamento na planta, o que lhe permite gerar mais caixa e pagar altos proventos”, explica o analista em sua série Palavra do Estrategista.

Lucro pode dobrar em dois anos — e construtora pode virar uma potência em 10 anos


Se você busca uma empresa em franca ascensão com potencial de se multiplicar exponencialmente nesta década, a ação dessa construtora pode ser interessante para seu portfólio.

Ela conta com um banco de terrenos avaliado em R$ 25 bilhões, sendo boa parte adquirida em meio à crise do coronavírus, quando os preços estavam deprimidos.

Agora com os lotes se valorizando, a tendência é a construtora ver esse valor aumentar cada vez mais, dando condições de ela dobrar seus lançamentos daqui para frente.

“Esse banco de terrenos pode ser o suficiente para manter o atual ritmo de lançamentos pelos próximos dez anos, uma vez que a construtora tem um dos maiores bancos de terrenos do setor e está bem organizada operacionalmente”, explica Felipe Miranda.

Com essa liderança e os resultados recordes que apresentou no 4º trimestre de 2020, a companhia ainda conta com um amplo espaço de crescimento. Afinal, o déficit habitacional no país é estimado em quase 8 milhões de moradias.

Ou seja, é irracional essa ação estar fora do radar…

O papel, porém, é só um em meio à lista de 17 ações da carteira Oportunidades de Uma Vida, disponível na série Palavra do Estrategista, de Felipe Miranda, que acumula lucro de 406% nos últimos cinco anos — o mesmo que multiplicar o patrimônio dos assinantes em cinco vezes.

Tudo isso contra 140% do Ibovespa, 160% da Nasdaq, 95% do S&P 500 e 47% da Bolsa de Nova York, os três maiores índices do mundo no período.

Esse achado de Felipe Miranda também é só um dentre as “tacadas de mestre” do analista. Em outubro de 2017, por exemplo, ele recomendou a compra de ações da Eneva (ENEV3), apelidando a empresa de “oportunidade a preço de cinzas”. Não deu outra: o papel subiu 250% nos últimos três anos.

E você está diante de uma nova oportunidade que pode repetir feitos como esse.

Ação fora do radar hoje pode significar lucros exponenciais no futuro – basta fugir da ‘manada’

Embora a ação seja pouco conhecida hoje, ela está entre os papéis com maior potencial de se tornar uma “queridinha” do mercado no futuro. Esse foi o caso, por exemplo, da Weg (WEGE3), que por anos passou despercebida, até cair na graça dos investidores em 2020, com uma valorização anual de 120%.

Apesar de hoje ser reconhecida, quem olhou para a Weg dez anos atrás, quando ainda estava fora do radar, colocou no bolso 1326% de lucro até hoje. O mesmo vale para a Equatorial Energia (EQTL3): ninguém falava dela há uma década, mas hoje é uma das gigantes do setor energético brasileiro, com valorização de 878% de lá para cá.

E sabe o que isso nos ensina? Que enriquece na bolsa de valores quem respeita o tempo, está ciente dos riscos e capta as oportunidades antes dos outros.

Esse foi também o pensamento de Luiz Barsi, lenda da bolsa brasileira que foi da pobreza à fortuna. Trabalhando desde os nove anos de idade para ajudar a família, ele aplica em empresas sólidas, com boas perspectivas de crescimento, desde a década de 1960.

Em 2009, Barsi comprou ações do Santander por R$ 0,11 e acumulou uma valorização de 12.000% em 11 anos – isso sem contar os gordos dividendos pagos pelo banco.

Claro que ninguém tem bola de cristal para saber o que vai acontecer com a construtora, mas você pode estar diante de um caso desse, com o ‘plus’ de ótimos dividendos. O relatório completo e o nome dessa empresa estão em um relatório completo da série Palavra do Estrategista, na qual está a carteira Oportunidades de Uma Vida, que acumula 406% de lucro nos últimos cinco anos (conheça aqui por 7 dias gratuitos).

17 oportunidades a um clique de você

Além da construtora mais promissora da bolsa, Felipe Miranda recomenda em seu relatório Palavra do Estrategista outras 16 ações que podem turbinar sua carteira em 2021, com boas chances de valorização.

Você pode vê-las agora acessando a série aqui, por sete dias gratuitos. O serviço não foca em uma só classe de ativos. O objetivo é fazer você ganhar dinheiro, com acompanhamento de ações, fundos imobiliários, criptomoedas, BDRs, fundos de investimento etc.

Você terá acesso às teses de investimento, nomes de ações, análises dos ativos mais promissores da bolsa e tudo mais que levou Felipe a entregar a seus leitores um portfólio com 406% de valorização desde 2015.

Recentemente, a carteira passou por uma reestruturação para acompanhar a onda de lucros que pode estar por vir com o processo de financial deepening (aumento da oferta e demanda por produtos e serviços financeiros mais sofisticados) e o cenário de juros negativos, que tendem a fazer o dinheiro fluir para mercados emergentes, como o do Brasil.

A mudança também caminha para captar as melhores oportunidades surgidas em meio à atual crise – assim como ocorreu cinco anos atrás, com a crise política e econômica.

Se de lá para cá esse trabalho resultou em uma multiplicação segura de 406%, o feito pode se repetir agora com o novo patamar de preços da bolsa – e a ação do setor de construção civil faz parte disso. Mas lembre-se: ganho passado não é garantia de lucro futuro.

Além da lista de 17 ações, você também poderá:

  • acompanhar atualizações da carteira, teses de investimento e relatórios exclusivos;
  • participar de lives exclusivas com CEOs, nas quais você poderá fazer perguntas a eles;
  • plantões de dúvida;
  • quatro livros online;
  • primeiros passos: como organizar gastos, escolher uma corretora, investir, mexer no home broker, montar reserva de emergência e a carteira de renda fixa e variável;

Após o período de degustação livre, você poderá cancelar a assinatura e ter 100% do seu dinheiro reembolsado no ato. Sem estresse ou burocracia. Se você quiser continuar, pagará 12x de R$ 5 para ter acesso completo à série por um ano, período no qual diversas oportunidades de investimento vão aparecer para você.

Se nesse período você seguir as recomendações de Felipe Miranda à risca e não obter lucro, a Empiricus te dará acesso vitalício à série. E aí, o que está esperando para abraçar a carteira que em meio à crise segue entregando lucro a seus seguidores?

Quem não fez isso em 2015, quando Miranda montou a carteira diante do cenário que o país se moldava, perdeu a chance de ter hoje um lucro de 406% em ações. Meros R$ 10 mil aplicados se transformaram em R$ 52,5 mil dentro de cinco anos.

R$ 100 mil viraram meio milhão… (clique aqui para desbloquear sua vaga de sete dias gratuitos).

É irracional você ficar de fora. As previsões do mercado brasileiro podem despontar novas oportunidades de lucro como essas.

206 / 227