fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Facebook, Alphabet, Amazon, Apple e Microsoft: como foram os resultados das Big Techs?

Nos últimos dias, as 5 maiores empresas do mundo, em valor de mercado, reportaram resultados espetaculares em seus balanços trimestrais. Facebook, Alphabet, Amazon, Apple e Microsoft conseguiram gerar valores para seus acionistas, além de novas linhas de negócios

As FAAAMS , como são conhecidas as Big Techs, fazem parte do dia a dia de milhares de pessoas e mostraram crescimentos robustos de receita e lucro.

Somando os valores de mercado das 5 companhias e comparando com seus fundamentos, enxergamos que as empresas estão sendo negociadas a 6,8 vezes suas vendas, 34 vezes os seus lucros passados e pouco mais de 28 vezes os seus lucros projetados.

Olhando para esses números, percebemos que estão um pouco acima da média do mercado, mas considerando que as companhias sempre entregam a mais, é natural que tenham um prêmio em cima de seus valores.

Entrando mais a fundo nos resultados, é possível entender porque as Big Techs continuam nos radares.

Ações internacionais bateram altas de 295%, 247%, 51%… veja aqui quais foram

Facebook

Reportou que hoje tem 2,7 bilhões de usuários diários em seus aplicativos (1/3 da população mundial) e 3,4 bilhões de usuários ativos pelo menos uma vez por mês;

Alphabet

A empresa detentora do Google reportou dados interessantes, principalmente no segmento de YouTube. As vendas de publicado no canal arrecadou 6 bilhões de dólares no trimestre, um crescimento de 50% comparado ao mesmo período de 2020. É importante lembrar que esse valor está se aproximando cada vez mais da receita trimestral do Netflix. Outro vetor de crescimento importante da empresa é o Google Cloud, a computação em nuvem, que reportou uma receita de mais de 4 bilhões de dólares. Além disso, o número de funcionários da companhia passou de 1123 mil para 139 mil;

Amazon

Empresa que também deve estar presente no seu dia a dia. Suas compras ajudaram a empresa a reportar uma receita de 30,6 bilhões de dólares nas suas operações internacionais, um aumento de 60% em relação ao mesmo período do ano passado. E o mais importante: o lucro operacional dessa parte do negócio totalizou 1,2 bilhão de dólares, sendo que nos últimos dois anos a empresa dava prejuízo no mesmo segmento;

Apple

A principal receita continua sendo a venda de iPhones, que geraram vendas de 48 bilhões de dólares, mais de 65% na comparação anual. Nesse trimestre é interessante notar que outros dois segmentos que andavam um pouco parados, reportaram forte crescimento em decorrência, principalmente, da digitalização do dia a dia: iPads e Macs. As vendas cresceram mais de 70% comparado à 2020. Além disso, faz parte também da tese de investimentos da companhia a linha de serviços, que gerou quase 17 bilhões de dólares de receita e hoje roda por volta dos 68 bilhões de dólares por ano;

Microsoft

Outro player altamente diversificado. O principal setor da companhia, a computação em nuvem, cresceu 46% no último trimestre. Mesmo com redução em relação aos outros períodos, foi um ótimo crescimento. Além disso, a venda de novos consoles de Xbox teve um aumento de 332% em comparação ao ano passado. É importante notar que a linha de conteúdos e serviços de games cresceu 34% e a expectativa é que esse crescimento continue com o lançamento de novos produtos, além de ser uma linha de receita recorrente.

Veja análise completa sobre Facebook, Alphabet, Amazon, Apple e Microsoft no vídeo a seguir!

Para saber quais são as Big Techs você deve ter no seu portfólio, acesse o série As Melhores Ações do Mundo, com 7 dias gratuitos.

251 / 278