Fundos de ações: o que são e como investir

Investir não é a coisa mais fácil do mundo. O lado bom é que existem pessoas muito boas com investimentos que “vendem” essa expertise como um serviço de fundo de investimento. Quando esse fundo é focado no mercado de ações, chamamos ele de falando de um fundo de ações ou FIA.

Imagina se você pudesse investir em ações como um investidor profissional faz. É exatamente assim que um fundo funciona. Um investidor (chamado de cotista) aporta o dinheiro no fundo e a partir dai, quem toma as decisões de investimento é o gestor do fundo.

Mas vamos direto ao assunto do post de hoje.

Se você quiser saber mais de como um fundo funciona, da uma lida nesse post aqui do blog.

O que é um fundo de ações

Fundos de investimento em ações (FIA) são fundos criados com o objetivo de investir no mercado de ações. É exigido que eles invistam pelo menos 67% do seu patrimônio em ações ou ativos relacionados. O restante do dinheiro pode ser usado para investir em outras aplicações a gosto do gestor.

Tipos de fundos de ações

Existem vários tipos diferentes de fundos de ação. A Anbima classifica fundos segundo a Classe de ativos, categoria e subcategoria. A imagem abaixo facilita essa separação.

Categorias Anbima para fundos de investimento em ações
Fonte: Anbima

Indexados

Esses fundos tem como objetivo reproduzir a rentabilidade de indicadores de referência do mercado (índices). Eles podem ser comprados diretamente na bolsa como uma ação e por isso são chamados de ETF (Exchange Traded Funds), ou na tradução livre, Fundos negociados em bolsa.

Quer um exemplo de um ETF? O Ibovespa é um índice composto por 68 empresas brasileiras. Cada uma tem um peso lá dentro: empresas maiores tem maior peso e menores, menos. Um fundo passivo que queira seguir o Ibovespa deve montar uma carteira com os exatos mesmos 68 ativos com os mesmos pesos. Quando for adicionada uma ação ao índice, o gestor deve fazer o mesmo na carteira do fundo.

Como esse o trabalho desse fundo é basicamente acompanhar índices, as taxas de administração de ETFs costumam ser menores que 0,5% ao ano.

Quer saber mais sobre ETF? Dá uma lida no nosso melhor post do Blog!
Fundos indexados com maior rentabilidade 12m: (02/05/2019)
  • FNAM11 41,7%
  • IVVB11 24,7%
  • BBSD11 24,7%
  • SPXI11 24,1%
  • FIND11 24,0%

Ativos

Os fundos ativos tem como objetivo superar algum indicador de referência especificado no prospecto do fundo. Isso significa que o gestor está atento ao mercado e está a todo momento tentando ter uma rentabilidade maior do ele.

Alguns fundos conseguem superar com folga o mercado enquanto uns acabam tendo resultados fracos. Por isso é importante sempre pesquisar bem antes de escolher um fundo ativo.

Os fundos ativos são segmentados em várias subcategorias que dizem respeito a qual o foco de investimento deles como:

  • Valor/Crescimento: Buscam a rentabilidade na valorização das ações
  • Dividendos: Buscam rentabilidade em empresas boas pagadoras de dividendos
  • Small Caps: Focada em empresas com baixa capitalização
  • Índice Ativo: Focado em bater rentabilidades de índices predeterminados
  • Setoriais: Focados em algum setor específico
  • Livre: Como o nome diz, fundos que não tem compromissos estabelecidos como os mencionados acima.
Fundos ativos com maior rentabilidade 12m(02/05/2019)
  • Miles Virtus I FIC FIA (+785% do CDI)
  • Vista FIA (+489% do CDI)
  • Alaska Black Institucional FIA (+487% do CDI)
  • GTI Dimona Brasil FIA (+458% do CDI)
  • Alaska Balck FIC FIA II – BDR Nível 1 (+423% do CDI )

Específicos

São considerados fundos específicos os fundos fechados de ações, os fundos de ações FMP-FGTS e os Fundos Mono ação.

Investimento do exterior

Fundos que investem mais de 40% de seu patrimônio líquido em ativos no exterior.

Vantagens dos FIAs

Vantagem de fundo de ação

Se você está pensando em investir num FIA, obviamente quer saber quais são as vantagens de se investir nesse produto. As principais são:

Gestão profissional

O gestor responsável pela alocação dos ativos vive o mercado financeiro 24h por dia. Esse é o trabalho dele. Por isso, ele acaba tendo leituras muito mais embasadas sobre como o mercado está se comportando e quais ações são boas oportunidades do que investidores individuais.

Isso é natural. É inclusive, por isso, que existem fundos.

Diversificação

Fundo de ação diversifica investimentos

Não guarde todos os ovos na mesma cesta.

Essa lição é famosa, mas também muito importante. A diversificação em investimentos é uma forma de conseguir reduzir o seu risco geral, caso algum ativo vá mal.

Os fundos de ações são (tirando os mono-ação) uma excelente forma de você diversificar sua exposição a ações sem precisar ficar escolhendo qual faz sentido ou não.

Convenhamos, é muito mais fácil escolher 1 fundo do que 10 ações.

Imposto de Renda (em relação a outros fundos)

Essa é uma vantagem em relação aos outros fundos. Fundos de Renda Fixa, Multimercados e Cambiais estão sujeitos ao imposto come-cotas. Já o Fundo de ações não.

Não sabe o que é come-cota? Dá uma lida nesse post aqui do Blog.

A diferença entre ter ou não o come-cotas é gritante na rentabilidade. Pode ser vista no seguinte exemplo:

Imagine que você investe R$10.000 num fundo que rende 10% ao ano. Depois de 5 anos, a diferença entre você ter ou come-cotas é ter R$151.509 ou R$116.563

Fundos de ações não tem come-cotas

Desvantagens dos FIAs

Tive um professor na faculdade que me dizia que se você encontrar uma situação que só tenha vantagens, cuidado: você com certeza não está vendo o quadro completo.

Com FIAs não é diferente. Eles também têm desvantagens:

Taxas

Taxas podem corroer a rentabilidade

O gestor precisa ser remunerado pelo trabalho dele. Isso significa tirar uma parte da rentabilidade do fundo e dar para esse gestor. Essas taxas assumem duas formas:

  • Taxa de administração: cobrada para que o fundo consiga funcionar
  • Taxa de performance: cobrada caso o fundo supere o índice predeterminado

Ao investir por conta própria na bolsa, você consegue evitar essas taxas que costumam ser de até 2% (taxa de administração) e 20% do que exceder o benchmark (taxa de performance).

Resgate

Fias tem prazo de resgate

Quando você tem ações e decide que é hora de vender, não tem mistério. É só entrar no Home Broker da corretora e clicar vender. Em minutos você já não tem mais aquelas ações e recebeu o dinheiro.

Quando você investe num FIA é diferente. Fundos tem prazos de resgate. Isso significa que num fundo com prazo D+30, você recebe o dinheiro 30 dias após solicitar.

Essa é uma desvantagem, mas se você seguir os ensinamentos do Luiz Barsi, ela acaba sendo minimizada:

Nunca venda ações por necessidade

Luiz Barsi – Bilionário brasileiro

A reserva de liquidez que todo investidor deve fazer deve conter investimentos de alta liquidez. Usar fundos de baixa liquidez para essa função é uma estratégia ruim.

Imposto de Renda (em relação a investir na bolsa)

Investir em ações é isento de imposto de renda, tirando alguns casos como day-trade ou com volume de venda maior que R$20.000 no mês.

Quando você investe num fundo de ações, não importa o volume transacionado, no resgate você paga 15% de imposto de renda. Se por um lado o imposto de renda e a ausência de come-cotas é uma vantagem dos FIAs em relação a outros fundos, é uma desvantagem em relação a investir na bolsa por conta própria.

Como investir

Agora que você já sabe como FIAs funcionam, quais as vantagens e desvantagens, chegou a hora de aprender como investir em fundos de ações.

Esse processo é composto por 3 etapas.

1- Escolher o(s) fundo(s)

Você precisa saber algumas coisas básicas antes de sair procurando qual o melhor fundo para investir.

Quanto você pretende aportar?

Esse número é importante porque vai definir em quais fundos você pode investir. Se você estiver pensando em investir R$10.000, não faz sentido olhar para fundos com mínimo de R$25.000

Qual o objetivo?

Se for acompanhar o Ibovespa, o melhor a se fazer é investir em BOVA11. Se for investir em Small Caps, devemos olhar para fundos de Small Caps e por ai vai.

Qual prazo de resgate faz sentido?

Geralmente fundos com prazos de resgate mais longos tem rentabilidades maiores. Mas não adianta investir num fundo de resgate longo se você pode precisar o dinheiro antes do prazo de resgate.

Se você acha que D+30 é um prazo de resgate muito longo, é melhor não investir num fundo desse tipo. Algumas corretoras até dão a oportunidade de você resgatar esse dinheiro antes, mas cobram pra isso (o que mata a rentabilidade).

Por isso, é importante sempre olhar para fundos com prazos de resgates que façam sentido.

Já sabe a resposta para essas 3 questões?

Agora fica muito mais fácil escolher o fundo. E agora você tem duas opções:

  • Escolher o melhor fundo para você na sua corretora
  • Escolher o melhor fundo para você, independentemente da corretora.

No primeiro caso, você deve entrar na lista de fundos da sua corretora, colocar os filtros que definimos ali em cima e pesquisar os melhores fundos.

Caso você não queira ver só em uma corretora, o trabalho é um pouco maior, mas o resultado também é. Você vai ter que refazer a pesquisa para cada corretora até achar os fundos que mais combinam com você.

2- Investir

Agora é a parte mais fácil. Se você já tem conta numa corretora, é só abrir o site e investir no fundo que você escolheu no passo 1.

Caso você ainda não tenha conta na corretora que comercializa o fundo que você quer investir, você vai precisar abrir a conta primeiro.

3- Acompanhar o investimento

Acompanhar investimentos é sempre importante

Investir sem acompanhar é como comprar um carro e não fazer manutenção. Por isso, depois que investir, é importante ficar de olho para ver se o fundo está performando como era esperado ou não.

Quer saber porque deve acompanhar sues investimentos? Dá uma lida nesse post.

Existem algumas formas para fazer esse acompanhamento. Você deve decidir qual faz mais sentido para você:

  1. Site/App da própria corretora
  2. Planilhas de excel
  3. Real Valor

A gente criou o Real Valor justamente para facilitar o acompanhamento dos investimentos. Principalmente de investidores com contas em mais de uma corretora ou que faz investimentos com frequência. Se esse é o seu caso, é só usar a nossa plataforma. Ela é 100% de graça.

Acompanhe seus investimentos com Real Valor

E ai? Já decidiu se quer investir em Fundos de ações? Deixa um comentário aqui em baixo!

73 / 75