Com a economia reaquecendo, o mercado de fundos imobiliários vem ganhando atenção dos investidores. Descomplicamos o principal indicador dos FIIs para você.

O que é o IFIX?

Criado em 2012, o IFIX é o principal índice do mercado nacional de fundos de investimento imobiliários (FIIs), negociados na bolsa e balcão.

Os fundos imobiliários possuem cotas, de forma parecida com as ações: o que dita o preço é quanto as pessoas estão dispostas a pagar (ou receber) por uma parcela de participação nestes fundos, assim como as ações e empresas.

O IFIX surgiu para servir como parâmetro de como andam os FIIs, assim como o Ibovespa é usado para o mercado de ações. Em outras palavras, ele representa uma média do quanto os fundos imobiliários subiram ou desceram.

O IFIX é “o Ibovespa” do mercado de fundos imobiliários.

Ifix gr[afico

Além disso, o índice é um parâmetro importante para compararmos fundos imobiliários com outros investimentos!

Não sabe o que é um FII? A gente fez um post explicando. Clique aqui e veja!

Como ele é calculado?

Ifix como é o cálculo

O IFIX representa um valor médio de uma carteira com cotas dos principais fundos imobiliários:

  • Os fundos selecionados para esta carteira teórica são aqueles de maior liquidez, ou seja, que são comprados e vendidos mais frequentemente.
  • Fundos maiores têm maior peso nesta carteira, portanto suas variações de preço são “mais sentidas” pelo índice.

Além do valor das cotas, o índice leva em conta os rendimentos dos fundos distribuídos aos cotistas. Atualmente, o IFIX é composto por 81 fundos.

Composição do IFIX

De quatro em quatro meses, a B3 (antiga BM&FBovespa) reavalia a listagem dos FIIs e seus pesos no índice. Os fundos imobiliários devem seguir os quesitos da metodologia da B3 nos 9 meses anteriores para se manterem no índice.

CódigoFundoPeso
KNCR11FII KINEA RI9,1%
KNRI11FII KINEA5,9%
BBPO11FII BB PRGII5,5%
KNIP11FII KINEA IP4,9%
BRCR11FII BC FUND4,3%
HGBS11FII HEDGEBS4,2%
ABCP11FII ABC IMOB3,0%
HGLG11FII CSHG LOG2,9%
HGRE11FII HG REAL2,7%
XPML11FII XP MALLS2,5%
GGRC11FII GGRCOVEP2,1%
VISC11FII VINCI SC2,1%
JSRE11FII JS REAL2,1%
TBOF11FII TBOFFICE2,1%
PQDP11FII D PEDRO1,8%
BCFF11FII BC FFII1,8%
SAAG11FII SANT AGE1,7%
HGCR11FII CSHG CRI1,7%
XPLG11FII XP LOG1,6%
SHPH11FII HIGIENOP1,4%
SDIL11FII SDI LOG1,2%
RBVA11FII RIOB VA1,2%
MXRF11FII MAXI REN1,2%
RBRR11FII RBRHGRAD1,2%
KNHY11FII KINEA HY1,1%
FFCI11FII RIOB RC0,9%
FCFL11FII CAMPUSFL0,9%
UBSR11FII UBS (BR)0,9%
RBRF11FII RBRALPHA0,8%
BBFI11BFII BB PROGR0,8%
HGJH11FII CSHGJHSF0,8%
VRTA11FII FATOR VE0,8%
FIIB11FII INDL BR0,7%
NSLU11FII LOURDES0,7%
FVBI11FII VBI 44400,7%
MALL11FII MALLS BP0,7%
MFII11FII MERITO I0,7%
FAMB11BFII ALMIRANT0,7%
HFOF11FII HTOPFOF30,6%
ALZR11FII ALIANZA0,6%
XPIN11FII XP INDL0,6%
BPFF11FII ABSOLUTO0,6%
FLMA11FII S F LIMA0,6%
RNGO11FII RIONEGRO0,6%
XPCM11FII XP MACAE0,6%
CNES11FII CENESP0,6%
BBRC11FII BB CORP0,5%
JRDM11FII SHOPJSUL0,5%
IRDM11FII IRIDIUM0,5%
BCIA11FII BCIA0,5%
THRA11FII BM THERA0,5%
TGAR11FII TG ATIVO0,5%
CARE11FII DEA CARE0,5%
EDGA11FII GALERIA0,5%
FIGS11FII GEN SHOP0,4%
FIIP11BFII RB CAP I0,4%
TRXL11FII TRX LOG0,4%
VLOL11FII OLIMPIA0,4%
RBRD11FII RB II0,4%
CXCE11BFII CX CEDAE0,4%
HGRU11FII CSHG URB0,4%
KNRE11FII KII REAL0,4%
CTXT11FII C TEXTIL0,4%
FEXC11FII EXCELLEN0,4%
CXRI11FII CX RBRAV0,4%
ALMI11FII TORRE AL0,4%
BBVJ11FII C JARDIM0,4%
SPTW11FII SP DOWNT0,4%
CEOC11FII CEO CCP0,4%
BCRI11FII BEES CRI0,4%
FAED11FII ANH EDUC0,4%
CPTS11BFII CAPI SEC0,3%
RBED11FII RIOB ED0,3%
ONEF11FII THE ONE0,3%
MBRF11FII MERC BR0,3%
GRLV11FII LOUVEIRA0,3%
MAXR11FII MAX RET0,3%
MGFF11FII MOGNO0,3%
VGIR11FII VALREIII0,3%
HTMX11FII HOTEL MX0,3%
FOFT11FII HTOPFOF20,3%
RBBV11FII JHSF FBV0,3%
CBOP11FII C BRANCO0,3%
HMOC11FII HEDMOCA0,2%
OUJP11FII OURI JPP0,2%
BMLC11BFII BMBRC LC0,2%
HCRI11FII CRIANCA0,2%
PRSV11FII P VARGAS0,2%
EURO11FII EUROPAR0,1%
RBGS11FII RB GSB I0,1%
RBVO11FII RIOBCRI20,1%
XTED11FII TRXE COR0,0%

O IFIX afeta meu investimento em um fundo imobiliário?

A princípio, os fundos é que afetam o desempenho do IFIX: se a maior parte dos fundos sobe de valor, ele sobe junto. Portanto, a ideia principal é que o índice seja um parâmetro para comparar fundos e saber como anda o mercado.

No entanto, é preciso ficar ligado nos seus investimentos: alguns fundos imobiliários cobram taxa de performance (dentre outras taxas de administração, gestão, etc.) baseado no quanto eles renderam acima do IFIX. Vamos supor o seguinte caso simplificado:

Exemplo:

Investimos em um fundo de fundos que possui taxa de administração de 0,50% e taxa de performance de 20% do que exceder o IFIX.

Após o desconto da taxa de administração, o fundo teve uma rentabilidade de 17% no ano, enquanto o IFIX rendeu 15%. Quanto de fato pagamos pela performance do fundo?

Como o fundo teve 2% a mais que o IFIX de rendimento, a taxa de performance a ser paga ao gestor é de 20%*2%=0,4%. Com isso, nos sobram 16,6% de rentabilidade!

A taxa de performance só é cobrada quando o fundo ganha dinheiro!

Ou seja, é possível que a variação do IFIX afete seu rendimento líquido, já que ele pode ser usado para calcular a taxa de performance do fundo. Este exemplo é muito comum nos fundos de fundos, que alocam o dinheiro em FIIs que apresentam melhor rentabilidade, buscando superar o retorno do índice.

Meu fundo teve resultado abaixo do IFIX, e agora?

Ifix e agora

O IFIX é composto por diferentes fundos imobiliários, com diferentes objetivos. Por conta disso, nem sempre o índice reflete aquilo que o investidor busca em seu investimento.

Por exemplo, alguns fundos têm como objetivo a distribuição da renda dos aluguéis para seus cotistas, enquanto outros buscam valorizar suas cotas negociadas na bolsa. Se um investidor procura um fundo que distribua regularmente os aluguéis do imóvel, de pouco vale para ele um FII que tenha rendimento acima do IFIX mas não seja focado em alugar imóveis!

No entanto, é importante ter sempre em mente que o IFIX é apenas um indicador geral do mercado. Olhar só para ele não é o suficiente: cada fundo disponibiliza relatórios aos investidores que podem conter informações que explicam as variações de preço de forma detalhada.

Existem outros índices importantes para o mercado imobiliário?

Claro! Você deve estar atento a alguns indicadores para tomar suas decisões de investimento em fundos imobiliários. Vejamos alguns a seguir:

1 – Taxa Selic

A taxa Selic é a taxa básica de juros no Brasil. Quando a taxa Selic sobe, outros investimentos (como os de renda fixa) podem se tornar mais atrativos.

Além disso, quando a taxa Selic sobe, a economia tende a esfriar. Cuidado! Isso pode levar a um aumento de imóveis desalugados (principalmente os comerciais), diminuindo os rendimentos de um fundo imobiliário.

2 – IGP-M

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) é um indicador de inflação importante no mercado imobiliário. Muitos contratos de aluguel de imóveis são reajustados de acordo com este indicador.

3 – IDIV

Eis aqui um outro indicador importante para quem busca renda através de investimentos! O IDIV é o índice que mostra como andam as ações que melhor remuneram seus donos (através de dividendos e juros sobre capital próprio). Pode ser, portanto, uma outra opção para o investidor que busca uma renda periódica nos seus investimentos.

#PraPreguiçosoLer

1 – O IFIX é…

O principal índice do mercado de fundos imobiliários no Brasil.

2 – E pra que ele serve?

Para avaliar o resultado de diferentes fundos, além de ver se é uma boa entrar no mercado de FIIs ou não!

3 – O IFIX afeta meu investimento em FIIs?

Além de servir para comparar o resultado do fundo, ele também pode ser usado para calcular a taxa de performance. Fique atento às regras de cada fundo!

4 – O IFIX é o único índice importante deste mercado?

Não. Apesar da sua relevância, ele é apenas um indicador de como andam os principais fundos imobiliários.

Lembre-se que indicadores mais gerais como a taxa Selic e o IGP-M também influenciam no mercado imobiliário e em outros investimentos.

E aí, já sabe como usar o IFIX para comparar seus investimentos? Restou alguma dúvida? Mande sua pergunta pra gente nos comentários!