fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

James Simons: o bilionário mais inteligente e você nunca ouviu falar dele

Se você já ouviu falar dele, provavelmente também sabe que foi ele que iniciou a revolução dos fundos quantitativos.

Além disso,  é fundador, presidente simbólico e membro do conselho de um dos fundos mais rentáveis da história o Renaissance Medallion Fund que gerou 66% de retornos anualizados (antes das taxas) e 39% de retornos anualizados (líquidos de taxas) de 1988-2018.  

Em números

Suponhamos que você tenha feito 3 investimentos em 1988:

  • USD 1 no Medallion Fund do Jim Simons
  • USD 1 no Índice S&P500
  • USD 1 na Berkshire Hathaway de Warren Buffett 

Em 2018 o resultado seria:

  • USD 20.000 no Medallion Fund do Jim Simons
  • USD 20 no Índice S&P500
  • USD 100 na Berkshire Hathaway de Warren Buffett 

Isso significa que o Fundo Medallion superou uma das melhores classes de ativos das últimas décadas em 1.000 vezes e um dos melhores investidores de todos os tempos em 200 vezes!

Além disso, desde o início, o Fundo Medallion só perdeu dinheiro em um único ano, líquido de taxas (1989). Mais importante, porém, os retornos do fundo foram parcialmente correlacionados negativamente com o mercado (correlação = -0,41).

fonte: https://ofdollarsanddata.com/medallion-fund/

Agora que você já tem uma noção de quão incrível são os resultados, eu preciso te dar uma notícia triste: eu e você não podemos investir neste fundo. Eu sei, é duro, mas desde 1993 o Fundo Medallion está fechado para investidores externos. 

Mas vou te apresentar o que o mestre por trás dessa magnitude fez e quem sabe esbarramos com oportunidades no mercado?

Quem é a mente por trás do Renaissance Medallion Fund

Jim Simons, como é comumente chamado, é formado em matemática pelo famoso MIT (Massachusetts Institute of Technology) e trabalhou um período de sua vida, por volta de 1964, quebrando códigos criptografados na Agência Nacional de Segurança.

james-simons

Além disso, trabalhou na área de pesquisa da divisão de pesquisa de comunicações  do Instituto de Análise e Defesa o IDA e aulas de matemática no MIT e Harvard e foi apontado como líder do setor de matemática.

A partir de 1978, Simons deixa de lecionar e inicia sua carreira na gestão de investimentos com o Monometrics, que mais tarde se tornou Renaissance.

No ínicio, ele basicamente investia em moedas. Entretanto foi quando percebeu que podia aplicar seus modelos matemáticos para tomada de decisão que o fundo começou a deslanchar. 

The man who solved the market 

O livro que mostrou ao mundo como James Simons tomava as suas decisões em investimentos baseado em dados e estatísticas sem intuição do gestor.

the-man-who-solved-the-market-livro-james-simons

Foi assim que se iniciou o que chamamos de revolução quantitativa. 

A sacada de James Simons foi perceber que ele próprio tinha instintos inerentes ao ser humano que atrapalhavam na hora de tomar decisão. Assim, ele desenvolveu modelos que bloqueavam esses instintos e possíveis vieses na hora de realizar os investimentos. 

Hoje em dia já temos uma série de fundos quantitativos, em uma live que fizemos o Pedro Simões da Giants Steps Capital que trabalha com fundo quantitativo e ele resumiu como um fundo quantitativo opera:

A imagem que as pessoas tem na cabeça quando se fala em quantitativo é que é um robô terminator que fica vendo o mercado para escolher quais ativos comprar.

Na verdade a melhor imagem é a de um nerd que usa tecnologia para ser mais eficiente. 

Como por exemplo, o homem de ferro. Já viu o filme dele da Marvel? O cara tem uma armadura toda tecnológica, mas quem controla é o Tony Stark, um ser humano. 

E foi exatamente assim que James Simons passou a gerenciar seu fundo, contratou bons profissionais das áreas de física, matemática e estatística que desenvolveram os modelos aplicados na Renaissance.

O autor do livro afirma que na verdade quem ganha mais dinheiro na bolsa não é o mais experiente, mas aquele que percebe que as pessoas tomam decisões baseados não na razão mas  em histórias e vieses comportamentais.

Por que saber isso?

Hoje em dia com a tecnologia e os fundos quantitativos, as ordens de compra e venda são feitas em milissegundos. 

Os fundos quantitativos usam máximo de tecnologia possível para ter vantagem competitiva.

Então para o investidor individual é importante saber contra quem está competindo pelos lucros de mercado quando investe na bolsa.

166 / 180