fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Melhores e piores ações do Brasil. Você saberia identificar?

Saber quais ações você não deve investir é tão importante quanto as que você vai investir. Como saber quais são as melhores e piores ações?

Eu sou fã do Warren Buffet e das suas frases. Mas tem uma que se encaixa perfeitamente nesse texto de hoje:

Se você não descobrir uma forma de fazer dinheiro enquanto dorme, vai ter que trabalhar até morrer.

Warren Buffet

Por isso as pessoas investem seu dinheiro. Seja para realizar sonhos, seja para ter independência financeira… enfim, o motivo é particular e cada um sabe o que faz.

Existem diversas maneiras para se conseguir fazer isso e ações é uma delas.  

Mudança de comportamento

De uma maneira geral, o brasileiro vem se interessando cada vez mais pelo assunto

Hoje já são mais de 3 milhões de CPFs cadastrados na B3, o dobro do que tinha no início de 2020. Isso é uma evolução no comportamento do brasileiro como investidor.

Além disso, estamos em um momento na história da Bolsa de Valores do Brasil em que analistas enxergam grandes oportunidades de comprar ações.

Mas é preciso tomar cuidado: nem tudo que está à venda na bolsa vale a pena. Existem diversas ações que são uma furada. 

Veja, nos próximos meses, analistas enxergam que podem acontecer algumas mudanças de paradigma tanto na economia quanto na forma que a gente vive, trabalha e se diverte.

  • As grandes empresas ficarão ainda maiores, mais automatizadas e mais lucrativas;
  • Novas empresas vão surgir e trazer novas tecnologias; e
  • Setores arcaicos que não acompanharem as mudanças vão enfrentar dificuldades.

Por isso é importante estar atento. 

Para você ter noção, na bolsa de valores do Brasil tem mais de 350 empresas e uma das maiores dores do investidor é de fato encontrar os papéis “certos” para investir. 

Saiba como encontrar as oportunidades na bolsa de valores

É preciso avaliar uma série de critérios: você observa a posição de caixa e a evolução do faturamento dessa empresa? Sabe se ela é uma liderança no mercado em que atua? Entende sua política de governança corporativa? 

Por que análise fundamentalista é tão importante?

Quando você compra uma ação, é imprescindível que você conheça o fundamento por trás dela. 

É importante fazer análise fundamentalista de uma empresa, pois é isso que vai fazer com que a empresa cresça, puxe as ações para cima e ganhe dinheiro com isso. 

Ao ignorar os fundamentos, muitas pessoas são persuadidas pela ideia de um crescimento exponencial, muitas vezes improvável… Algumas acabam caindo na especulação de mercado, assim podem estar comprometendo o capital investido e apostando em um barco furado. 

Além disso, é possível que algumas ações já estejam caras, não tenham futuro ou estejam escondendo algum problema.

Se você tem uma vida corrida, como a maioria das pessoas tem, ficar na frente do computador analisando fatores diversos, verificando as notícias que saem no mercado é como um segundo trabalho. 

Atualmente, tem pessoas especialistas para fazer isso. O que você precisa fazer é entender o que elas estão falando e avaliar se a análise que está sendo feita está de acordo com a sua estratégia. 

Por isso, o Max Bohm, analista e sócio da Empiricus, trouxe algumas ações que você deve evitar. Chegou a hora de pegar um papel e uma caneta e conferir alguns códigos de ações que você deve evitar listados por ele.

Confira a seguir algumas das piores ações da Bolsa, de acordo com Max Bohm: 

1- GOL (GOLL4):

Max Bohm, analista reconhecido por entregar valorizações acima de 100% para seus seguidores, não recomenda a compra de GOLL4 pelos seguintes motivos: 

  • Ela não paga dividendos;
  • Não possui perspectivas de se valorizar significativamente (baixo upside).

“Investimentos como GOLL4 oferecem um canto da sereia extremamente persuasivo, prometendo retornos de até mil por cento, por exemplo. Com isso, a parte negativa dos retornos fica em segundo plano”, explica Max Bohm, que não abre mão das vantagens competitivas duradouras de uma ação e da margem de segurança

“Acho curioso que pessoas que até pouco tempo não levantavam da cama para sair da Poupança agora estejam se deliciando com ativos como este, ignorando as possibilidades de falência pessoal”, comenta o analista. Se eu fosse você, tomaria cuidado com esse papel. 

2- Gafisa (GFSA3)

Para Max, você deve passar longe do ticker da quarta maior construtora brasileira, GFSA3. Além de ela ter passado por um processo de sucateamento claro sob a antiga gestão do fundo GWI, “de acordo com o que é possível apurar, a companhia não está com problemas de prazo de entrega e estouro de orçamento em obras, mas é sempre um risco a ser mapeado”, expõe o analista. 

Além disso, ainda que a companhia tenha entregado 12 obras em 2020, seu prejuízo cresceu no terceiro trimestre. E por essas e outras, Max Bohm não acredita que GFSA3  tenha um bom índice de risco-retorno e valha o seu investimento.

3- Braskem (BRKM5)

A Braskem é a maior empresa do ramo petroquímico da América Latina e produz resinas termoplásticas. Apesar disso, Max Bohm não indica a compra de BRKM5, por uma série de razões:

  • Falta de controle dos preços dos principais produtos vendidos pela empresa;
  • Inúmeros fatores de riscos externos aos quais as empresas estão expostas (dinâmica global de oferta e demanda, cartéis de produtores, variação cambial, restrições alfandegárias e acidentes, para citar alguns);  
  • Corte de fornecimento de gás na planta mexicana e a consequente interrupção das operações, que representam em torno de 20% do Ebitda da companhia;
  • Falta de clareza quanto a possíveis provisões a serem realizadas futuramente em relação à operação de Maceió da companhia.

Embora o setor de commodities esteja muito em alta, você não pode sair comprando todas as ações do segmento que aparecem na sua frente.

As Melhores (e Piores) Ações do Brasil

Max fez um vídeo falando mais sobre essas ações e ainda trouxe uma análise das suas três ações preferidas. No vídeo ele dá instruções sobre valor justo, se a ação é pagadora de dividendos e muitas outras informações. 

Você vai terminar o vídeo com alguns códigos de ações anotados. 

Avalie se eles encaixam na sua estratégia de investimentos e lembre-se  apenas invista em ações uma quantia com a qual você pode correr um pouco mais de risco em busca de mais rentabilidade. Lucros passados não são garantia de lucros futuros, investimentos envolvem riscos.

249 / 278