fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Mercado Futuro: ele é para você?

Essa semana escrevi um texto sobre Ray Dalio, e como ele utilizou mecanismos do mercado futuro para viabilizar o Mcnuggets no cardápio fixo do McDonalds e percebi que ainda não tinha um texto sobre mercado futuro aqui no blog do Real Valor.  

Acho interessante trazer esse caso para esse texto novamente e entender como funciona o mercado futuro.

Inclusive, o Edu, junto com o Bernardo do RVI Capital, fez uma live sobre o assunto e se você tiver interesse, vou deixar o link aqui. 

Afinal de contas, para que serve o mercado futuro? É pura especulação ou tem um propósito?

Investimento x Especulação

Antes de continuar, quero só garantir que vamos todos falar a mesma coisa, ok?

Em ambos os casos, o objetivo é ganhar dinheiro, a diferença é que quando pensamos em investimento, estamos falando de longo prazo. Já na especulação, é curto prazo. 

O que é o Mercado Futuro

Você compra um contrato para obter uma commodity ou índice no futuro a um determinado preço. Esse contrato varia de valor com o passar do tempo por causa de volatilidade do mercado. No dia do vencimento, caso o contrato em questão tenha liquidação física, você recebe a commodity em questão. 

No brasil, os contratos com liquidação física são:

  • Soja – 450 sacas de 60 kg
  • Café – 100 sacas de 60 kg
  • Milho – 450 sacas de 60 kg

Isso significa que se você comprar um contrato futuro de soja e não vender antes do vencimento, você vai receber 450 sacas de soja. 

saca de soja

O mercado futuro é muito usado pelos investidores menores como forma de especulação: eles compram e vendem os contratos antes do vencimento. Por outro lado, os contratos futuros costumam ser usados como hedge por empresas.

E como surgiu esse conceito de mercado futuro?

A primeira referência sobre negociações a futuro da história ocorreu entre 625 – 558 a.C. com Tales de Mileto – matemático, astrônomo e filósofo grego. Bastante questionado sobre a utilidade de sua profissão, Tales previu com nove meses de antecedência uma excelente colheita de azeitonas.

Tendo pouco dinheiro para investir no plantio de azeitona, Tales decidiu reservar todos os depósitos de azeitonas existentes em Mileto.

Tales também procurou todos os donos de prensas de azeitonas, utilizadas para transformar azeitonas em azeite de oliva, e fazer uma oferta pela exclusividade de uso dessas prensas durante a próxima colheita.

Estabelecendo um paralelo com o mercado de futuros moderno, Tales celebrou um contrato futuro para utilizar os depósitos e as prensas de azeitona durante a colheita da próxima safra.

Apesar da população pensar o contrário, Tales – como bom astrônomo – previu a chegada de uma ótima safra de azeitonas.

O Caso do MCDonalds e o mercado futuro

O caso do McDonalds foi o seguinte: os donos queriam adicionar os nuggets de frango ao cardápio. 

Na época, o mercado estava volátil e o Mcdonald’s não queria se comprometer com os nuggets porque se o preço dos insumos subisse muito, ele teria prejuízo, visto que o cardápio tem preços congelados.

Caso isso acontecesse, o McDonalds teria grandes prejuízos de marketing e financeiro, pois precisaria alterar o preço do cardápio a todo momento ou aceitar uma margem menor. Isso inviabilizaria a inclusão do nuggets no cardápio. 

A saída era então congelar o preço do frango, mas os produtores de frango não queriam. 

A solução veio de Ray Dalio. Ele percebeu que o frango adulto na verdade era uma combinação de duas coisas: o pintinho + ração que comiam ( soja e milho).

Assim, Dalio mostrou aos produtores como eles poderiam travar o preço da soja e do milho através do mercado futuro. Se os preços da soja e do milho subissem, o criador de frango ganharia a diferença no mercado financeiro. 

E o que o mercado futuro tem a ver com isso?

Como falei, uma das características do mercado futuro é fazer hedge. Na prática, funciona da seguinte forma: você tem um recebimento lá na frente, mas quer travar pelo preço de hoje. 

Se tudo der certo, você faz menos dinheiro que faria, porque teve que desembolsar uma grana para o contrato. Mas se der tudo errado, você vai estar protegido. 

Como um seguro por exemplo: se o seu carro não for roubado, você está desembolsando um valor e não ganha nada com isso. Mas se der algum problema, aquele dinheiro gasto com o seguro te salva o carro.

Voltando ao hedge, imagina que eu sou um produtor de café e eu exporto toda a minha produção.

Os meus custos são em real e minhas receitas em dólar. Se o dólar subir, eu aumento meu lucro. Se o dólar cair, eu reduzo.

Mas como um produtor de café, eu nao quero depender da sorte do câmbio ir na direção favorável para fazer dinheiro. Eu quero fazer dinheiro por produzir café de boa qualidade, não importando para qual direção o câmbio vai.

Digamos que estamos com o Dólar valendo R$5,50. 

Para eu conseguir me proteger de uma variação negativa do câmbio eu posso vender contrato futuro de dólar.

Isso significa que se o dólar subir, eu vou perder dinheiro, pois estou apostando na queda do dólar, mas isso é aceitável, porque a receita vai subir, porque eu exporto. Dessa forma, estou tranquilo.

No caso do câmbio se desvalorizar, a receita cai, mas agora a posição começa a dar dinheiro, pois tínhamos apostado na queda do câmbio e ele está caindo.

No fim das contas, o mercado futuro serve como uma forma de atenuar a volatilidade de commodities e moedas para produtores e dar mais previsibilidade aos negócios.

Mercado futuro e especulação

Por outro lado, muito investidor usa o mercado futuro para especular. 

Os contratos futuros ganharam muita força nos últimos tempos porque os custos operacionais caíram a quase zero. 

O investidor compra um contrato futuro e vende antes do vencimento para ganhar com a valorização. Os contratos futuros têm algumas características que é preciso ficar atento. 

Características do Mercado Futuro

Quando você decide investir em ações, você precisa ter o dinheiro na hora para comprar e encarteirar as ações, ou seja, elas são suas, estão na sua carteira e você pode carregá-las pelo tempo que achar conveniente. 

No caso dos contratos futuros, você não precisa do dinheiro na hora, você precisa de garantias que são recursos financeiros compatíveis com o que você quer operar. 

Na prática isso significa ter investimentos na corretora. A garantia tem a ver com o total investido e a liquidez dos investimentos para caso a corretora precise liquidar para cobrir perdas, ou seja, as garantias podem ser em dinheiro ou ativo. 

No caso de ativos, é preciso saber que há deságio, o que significa que se você pretende oferecer um ativo como garantia, ele pode chegar a valer 50% do que você tem investido, por exemplo. É preciso ficar atento a isso.

Outro ponto é que além das garantias, os contratos futuros têm ajustes diários. É um mecanismo utilizado pela bolsa como proteção e mitigação de riscos dentro do Mercado Futuro, para evitar inadimplências. 

A diferença diária do ajuste, em caso de lucro, é creditada na conta do investidor, enquanto o prejuízo é debitado do valor em conta.

Isso significa que se no fechamento do dia você não tiver as garantias necessárias, você pode perder posição. 

Outra característica muito comum nesse tipo de operação é a alavancagem. 

Por não precisar ter o dinheiro na hora, você pode fazer aportes em contratos de preço mais elevado sem, necessariamente, dispor de todo valor em conta.

Por isso que é muito importante prestar atenção em uma outra característica dos contratos futuros: eles têm vencimento.

Se você não tomar nenhuma atitude, ele será liquidado. No caso de commodities, a liquidação pode ser física, isto é receber a mercadoria em questão.

Em abril 2020 tivemos o caso de barril de petróleo, que ficou negativo.  

Caso do Petróleo Negativo em 2020

Existem diversos tipos de contratos futuros nas bolsas e como falei no começo do texto tem mercado futuro de commodities, como café, soja, milho e o petróleo é um deles. 

Como disse, os contratos futuros têm vencimento, no caso de commodities, quem chega no vencimento com o contrato em mãos a liquidação pode se dar em forma de produto, ou seja, o operador corre o risco de receber a mercadoria.

No caso de café, são 6 toneladas de café para cada contrato. No caso de petróleo, são 100 barris. Cada barril tem 160 litros. É basicamente petróleo infinito.

A Arábia Saudita por motivos políticos decidiu produzir muito mais petróleo do que existia demanda. Com isso o preço foi caindo.

O preço do petróleo estava na mínima de 20 anos, então muita gente comprou contrato futuro pensando “não cai mais…”

Acontece que caiu!

O vencimento foi chegando e as pessoas se viram numa situação de precisar vender o contrato ou iam receber 16.000 litros de petróleo. 

Os estoques estavam cheios nos EUA, então todo mundo começou a querer se livrar dos contratos e foram jogando o preço para baixo. 

O preço chegou a zero, mas as pessoas continuaram baixando o preço, ou seja, teve gente que pagou dinheiro para o outro levar o contrato para não ter uma dor de cabeça de 16.000 litros de petróleo. Com isso, em um momento do dia, o preço do futuro de petróleo WTI chegou a ser negativo pela primeira vez na história.

Concluindo

Contratos futuros podem ser uma excelente forma de proteção como vimos no caso do McDonalds e para produtores de soja, milho, café. 

Muitas pessoas utilizam dos contratos como forma de especulação do mercado, isto é, enxergam uma tendência e querem surfar essa onda. 

Se você nunca fez esse tipo de operação, entra devagar. Como se tivesse entrando em uma piscina pela primeira vez, vai pela escadinha, não mergulha de cabeça de uma vez.

É possível operar mini contratos que valem 20% do contrato cheio, as garantias são menores e caso você não tenha sucesso, o tombo é menor. 

Uma dica que o Bernardo da RVI Capital dá é, se for operar procure entrar em 1 contrato, pois são muitas variáveis para você acompanhar e use sempre o stop loss para evitar quedas bruscas. 

Outra dica de ouro é estudar bastante o mercado, acompanhar cenários macroeconômicos, política internacional, economia mundial. 

Não esqueça dos vencimentos! 

É um tipo de operação que não admite muito erro, por isso se precisar de ajuda, procure por profissionais no mercado para te ajudar com isso. 

Você já teve alguma experiência com mercado futuro?

175 / 180