Ainda que o conceito de “viver bem” possa diferir de uma pessoa para outra, é algo que todos querem.

Como chegar lá?

Que metas financeiras devo ter para fazer um investimento que me proporcione o que desejo?

Calma! Você vai chegar lá, pois vamos te dar dicas de quais metas financeiras serão importantes, como alcançá-las, como fugir das armadilhas e fazer um bom investimento.

Educação Financeira

Essa é uma das principais razões de termos tanta dificuldade em nos relacionarmos adequadamente com o dinheiro: falta de educação financeira.

Se desde bem cedo fôssemos ensinados a ter uma visão de longo prazo, nós administraríamos os valores que nos chegam às mãos de forma correta e teríamos hábitos de consumo conscientes.

Inclusive, escrevi um texto lá no blog da ACE falando o quanto a educação financeira me ajudou a empreender cedo.

Com isso, não haveria tantas pessoas endividadas do Brasil.

Hábitos de Investimentos do brasileiro

Uma pesquisa da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) sobre o Raio X do investidor brasileiro, revelou que dos 80% das pessoas que não investem, o motivo é falta de condições financeiras.

É aquela velha história de quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? Essas pessoas não tem condições financeiras para investir ou por que não investem?

Esses números são, no mínimo, preocupantes. Para viver bem, você precisará investir. O problema é que para investir, você precisa… Poupar! E só 25% estão preocupados em fazer algo para atingir metas.

Por que investir?

Por que investir

Não importa qual seja seu objetivo:

  • Cursar uma faculdade;
  • Ter seu próprio apartamento;
  • Comprar um carro novo;
  • Abrir seu próprio negócio;
  • Encontrar o grande amor de sua vida e se casar;
  • Comprar aquela bike e fazer uma trilha com os amigos;
  • Fazer uma viagem como mochileiro pela Europa.

Qualquer projeto que você queira realizar demandará um investimento, ainda que pequeno. O problema é que você só pode investir o que sobrar. Por isso, como dissemos, economizar é fundamental.

Tipos de investimento

A maioria dos brasileiros (89% dos investidores) ainda tem a poupança como investimento.

A menos que a meta deles seja focada em liquidez, eles estão investindo mal.

Escolha um investimento que realmente fará seu dinheiro crescer, estando de acordo com o quanto está disposto a guardar e de como é o seu perfil como investidor, e tenha metas.

Quais são suas metas?

Sabe aquela história de que se a pessoa não sabe para onde ir, qualquer lugar serve? Você não fará isso com seu dinheiro e nem consigo mesmo, certo? Você precisa ter um objetivo real, algo que realmente deseje.

Não faz sentido investir sem metas. Se você não tem planos para o futuro, gastar o dinheiro no presente sempre se torna uma opção mais atraente.

Por isso que para quem tem dificuldades de poupar e investir, traçar metas ajuda demais.

Responder a algumas perguntas, daquelas que nos fazem em entrevistas de emprego, podem te ajudar:

  • Onde você pretende estar daqui a cinco anos?
  • Qual seu maior sonho?
  • Como você se vê daqui a 10 anos?
  • O que você gostaria de realizar e que ainda não fez?

O pessoal do RH faz esse tipo de pergunta, porque quer saber se você tem um objetivo na vida. Objetivo é sinônimo de meta. Assim, para chegar lá, será preciso ter metas financeiras.

O que são metas financeiras?

Metas financeiras têm objetivo, valor e prazo. Sempre.

Uma meta sem uma dessas não é meta.

Quer exemplos?

  • Acumular R$1 milhão até 31/12/2021
  • Viajar por 10 países até 31/06/2020
  • Comprar uma moto de R$40.000 em seis meses

Dessa forma, vale colocar na ponta do lápis tudo o que você ganha e tudo o que gasta. É uma excelente forma de você visualizar para onde vai seu rico dinheirinho que você conquistou com tanto esforço.

Tenha a certeza de que você se surpreenderá com o tanto de coisas verdadeiramente supérfluas você emprega seu dinheiro.

Como as metas financeiras ajudam a fazer um investimento?

Em primeiro lugar, elas vão te dar um foco e um norte. Servirão como uma ajuda para você não gastar tudo o que ganha, e muito menos mais do que recebe.

Inclusive, falamos da importância das metas na definição de uma carteira para investir num post aqui no blog.

O intuito é que haja economia o suficiente para financiar aquele sonho que você estabeleceu lá atrás, lembra?

Conquistar é algo inerente ao ser humano. Logo, encare as metas, não como um cerceamento de gastos, achando que não mais poderá se divertir e sair com os amigos, por exemplo. Encare-as como uma motivação, um caminho a trilhar em prol de suas conquistas.

À medida que o valor for crescendo, você será exposto a outros investimentos que rendem mais, diversificando sua carteira e lucrando mais com juros e dividendos.

Definindo suas metas financeiras

Como definir suas metas

Tenha em mente aquele velho ditado que diz que “de grão em grão, a galinha enche o papo”. Sendo assim, nessa etapa inicial, não se preocupe se o valor a ser guardado será pouco.

Você pode iniciar com aquela famosa regra dos 50, 15, 35:

  • 50% dos seus ganhos vão para gastos essenciais: moradia, alimentação, transporte, por exemplo;
  • 15% para quitar suas dívidas ou, caso não as possua, guarde para investir;
  • 35% para diversão, internet, roupas e passeios.

Mas calma! Se você tem dívidas, sua primeira meta é eliminá-la, antes que os juros dela decorrentes eliminem seus sonhos!

Metas de curto prazo

Como dissemos, a primeira coisa é se ver livre das dívidas. Para isso, vale a pena diminuir nos passeios, nas baladas e compras.

Se for caso, negocie com os credores e, se possível for, troque uma dívida por outra de taxas menores.

Metas de longo prazo

Depois de quitar as dívidas, é hora de investir guardar aqueles 15%. Com o passar do tempo, se isso já não ocorrer logo de início, você se motivará a guardar 20%, 25%.

Isso, porque você verá que cada vez mais perto de alcançar seu objetivo.

Impedimentos para atingir as metas

Impedimentos para suas metas financeiras

Não se deixe desviar de seu objetivo. Separando uma parte do seu salário para cada coisa específica e sendo fiel a isso, você não cairá em tentação de colocar todo esforço abaixo.

Aprenda a dizer não, quando perceber que alguma coisa quer tirar o seu foco. Muita gente faz um calendário e vai marcando os dias ou meses, estabelecendo prazos para si mesmo, algo como: em dois meses quero ter “x” reais naquele fundo de investimento.

Organizando seus investimentos

Para acompanhar seus investimentos, você precisa conhecer o Real Valor.

A gente mantem o registro de suas metas financeiras e mostramos o progresso delas, para facilitar a sua vida.

Real Valor. Acompanhe seus investimentos. De verdade.