fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Na corrida da fibra ótica, quais os planos de OIBR3, TIMS3, BRIT3 ou VIVT3?

A tecnologia de fibra ótica é um assunto muito comentado atualmente. Grandes empresas de telecomunicações estão investindo nisso, como a Oi (OIBR3), por exemplo. O que talvez você não saiba é que estas provedoras estão em uma corrida intensa para ofertar este serviço. Quer entender melhor sobre o assunto? Veja abaixo os principais pontos do vídeo de hoje que o analista da Empiricus Henrique Florentino preparou:

É possível observar um crescimento robusto do setor, muito devido à migração da tecnologia anterior que era o cobre para a fibra ótica. O motivo disso é que hoje em dia, a demanda por internet está cada vez maior e a velocidade entregue a cada cliente é um fator muito competitivo e cada vez mais decisivo. 

Mas é importante entender o cenário como um todo, segundo o analista. Por isso, o ponto chave para questionar é se todas as empresas que estão disputando esta corrida serão capazes de manter taxas de crescimento tão elevadas.

Vale lembrar que Vivo, marca da Telefônica (VIVT3), Tim (TIMS3) e Claro não vão querer ficar para trás neste cenário, e é possível deduzir isso pelo massivo investimento vindo delas. Vejamos abaixo algumas das empresas que estão na corrida pela fibra e como estão se saindo:

Oi (OIBR3)

Conforme o analista Henrique Florentino, a empresa atualmente conta com 12 milhões de casas disponíveis para a fibra. Deste número, a quantidade de residências que, de fato, são clientes da empresa é de 2,9 milhões (representa um crescimento de 30% em 2021).

Brisanet (BRIT3)

A Brisanet é uma provedora local que recentemente fez sua abertura na Bolsa (IPO). Atualmente possui 3 milhões de casas disponíveis para a fibra. Sendo que, 737 mil são clientes (Um crescimento de 18% em 2021).

Unifique (FIQE3)

Outra provedora local que fez IPO há pouco tempo. Atualmente possui 1,2 milhões de casas disponíveis para a fibra. O número de casas que são clientes desta empresa é de  371 mil (Um crescimento de 42% em 2021).

Os números vão ficar mais interessantes ainda, depois do que vou falar aqui: esses dados foram os últimos a ser divulgados pela empresa, ou seja, em junho deste ano. Antes mesmo da abertura na Bolsa de Valores das últimas duas citadas acima.

O investimento em fibra feito pela OI foi de R$ 1,3 bilhão, e não ficou muito na frente dessas provedoras locais:

  • A Brisanet captou em seu IPO, somente em recursos para a empresa, um total de R$ 1,2 bilhão.
  • A Unifique correu atrás e conseguiu uma captação em recursos de R$ 828 milhões no seu IPO

É importante questionar se, em um cenário de aumento no preço da fibra, o crescimento exponencial continuaria o mesmo. Entretanto, a resposta para esta pergunta pertence somente ao futuro.

Onde estão Vivo (VIVT3) e Tim (TIMS3) nessa corrida?

A Oi (OIBR3) já vendeu sua participação em InfraCo ao fundo estruturado pelo BTG Pactual (BPAC11) por R$ 12,8 bilhões. A operação avaliou a empresa em R$ 20 bilhões. É certo que as outras big players do setor não vão ficar paradas.

Giphy

A Vivo (VIVT3) recentemente fez uma parceria com o fundo canadende (CDPQ), e fundaram a Fibrasil. Trata-se de uma companhia que pretende explorar o investimento em fibra.

A Tim (TIMS3) já possui uma empresa em parceria com a IHS Towers, chamada FiberCo. O objetivo também é investir e crescer na tecnologia fibra.

O exponencial de crescimento do setor de telecomunicação que está adotando a Fibra é grande, e ainda está no começo. Quer saber mais sobre o assunto? Assista ao vídeo na íntegra.

Gostou do conteúdo? Convido você a baixar o SuperApp da Empiricus e acessar matérias, cursos e outros conteúdos gratuitos disponíveis na plataforma.

Download para IOS | Download para Android

317 / 324

Leave a Reply

Required fields are marked