fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

O que é Home Broker e como funciona?

Ouso dizer que o home broker é umas ferramentas que mais trouxe independência para os investidores. Quem antes imaginava poder operar na Bolsa de Valores de uma maneira tão acessível?

Através do home broker, é possível negociar produtos disponíveis na Bolsa de Valores de qualquer lugar do mundo, desde que você tenha acesso a internet. 

Vale ressaltar nesse texto, que os investimentos de renda variável são de perfil mais arrojado. Além disso, é sempre importante lembrar que ao acompanhar o mercado e seus investimentos, você pode tomar melhores decisões. 

Um pouco do histórico do Home Broker

Muita gente que eu falo sobre bolsa  de valores me diz que a imagem que vem a cabeça é de um monte de gente em pé com colete colorido, gritando, recebendo ligação, gesticulando.

Se você não tem ideia do que eu estou falando, a imagem é essa aqui:

Cada uma dessas pessoas é chamada de Broker Profissional e trabalha fazendo a venda e compra de ativos na bolsa de valores. Esses ativos podem ser ações, Fundos Imobiliários , ETFs, Derivativos, Opções, Subscrições, entre outros.

Como funcionava? 

O investidor precisava fazer uma ligação para uma central telefônica especializada. O broker fazia a negociação e passava a ordem de compra e venda. 

Quando os papéis eram negociados dessa forma, era mais suscetível de acontecer alguns problemas como erros de anotação, fechamento, falha na comunicação. 

Além disso, essa foi considerada uma das atividades profissionais mais estressantes por muito tempo. Imagina ficar gritando o dia inteiro? Haja garganta, né? 

post-blog-real-valor-home-broker

Com o tempo o trabalho do Broker foi se digitalizando, e ao invés de os profissionais ficarem gritando, eles inseriam as ordens de compra ou venda em um sistema que mostrava a variação do mercado.

Este sistema foi criado ainda em 1999, e apenas 6 corretoras o utilizavam. 

Muito aconteceu desde então, e atualmente qualquer pessoa que contrate uma corretora, que tenha o sistema, pode ter acesso ao Home Broker e inserir as suas próprias ordens de compra ou venda.  

Entretanto, é preciso saber mais sobre o funcionamento do home broker. 

Como funciona o Home Broker

Como falei aqui em cima, o home broker é um sistema digital de negociação. Ele faz a ligação entre investidor e a Bolsa de Valores. No Brasil, chamada B3. 

Nesse sistema, os vendedores colocam os preços que acham que irão vender determinado ativo. 

Por outro lado, os compradores inserem o valor que estão dispostos a comprar. 

O home broker junta as ofertas de compra e venda e caso dê match, a negociação prossegue. 

Como ter acesso ao home broker?

Primeiro passo: cadastre-se em uma corretora.

A corretora é a responsável por executar as ordens de compra e venda durante os pregões. As ordens são realizadas por meio de um sistema eletrônico eficiente e seguro, que atuam em prol do investidor. 

Atualmente, a tendência é de que cada corretora tenha seu home broker. 

Sendo assim é importante entrar em contato com a sua e entender como está estruturado o sistema dela, mas, geralmente, um home broker tem essa carinha simpática aqui:

A corretora é a chave principal nas negociações, sem ela não é possível ter acesso ao Home Broker, nem com a B3.

As corretoras costumam cobrar de seus clientes uma taxa de corretagem e uma relacionada à custódia.

Apesar de, atualmente, ser raro corretoras cobrarem por taxa de custódia, é importante você saber como funciona. 

Taxa de corretagem e Taxa de Custódia 

Toda vez que acontece uma negociação de ativos financeiros ou pela fração deles é cobrado uma taxa de corretagem. O valor, geralmente, é debitado na transação e pode ser fixo ou sobre valor da compra ou da venda. 

Já a taxa de custódia, diz respeito aos cuidados que as corretoras e os bancos têm com o seu dinheiro enquanto ele está parado. 

O melhor sempre é pesquisar e avaliar qual é a mais interessante para você, observando o quanto se pode investir e o tipo de investidor que é.

Agora voltando ao Home Broker, tem algumas características que você precisa saber.

Acompanhar a movimentação do seu dinheiro pelo Home Broker é essencial

A gente sempre fala sobre a importância do acompanhamento da sua carteira e não é a toa que desenvolvemos o app do Real Valor

No caso do Home Broker, não é diferente: você precisa ter o acompanhamento das transações que acontecem. 

É aí que entra o Real Valor, para você acompanhar seus investimentos de perto. 

Através do “acompanhamento de ordem” você consegue saber se a sua ordem foi completada, cancelada, se está aguardando posição do comprador ou se existe alguma pendência. 

Ferramenta de “stop”.

O mercado de ações é bastante sensível e se você não tiver isso em mente, pode acabar perdendo dinheiro. 

Quase tudo o que acontece no mundo pode influenciar o valor do preço de compra e venda de ações. 

Para evitar que haja perdas descontroladas, as corretoras inseriram nos Home Brokers uma ferramenta muito útil chamada “stop”. 

Através dela, o investidor pode definir um limite de perdas de ativos. Se as ações chegarem a este patamar, imediatamente as transações serão suspensas. 

Quem é novo neste mundo precisa estar bem ligado nos relatórios e dicas para definir um bom momento de parar.

O book de ofertas 

A principal função do book é priorizar quais ordens serão casadas e executadas. 

Como assim?  

Suponha que você tenha 100 ações de uma empresa X e quer vender cada uma a R$ 10, mas uma pessoa acha que elas valem R$ 8. Essa operação não vai casar e não vai ter negociação. 

Caso, apareça um outro vendedor e coloque as ações que ele tem da empresa X a R$ 8, a operação vai casar e pode ser executada. 

Vamos olhar um book de ofertas de perto para você entender melhor:

O valor que aparece na parte de cima do lado esquerdo, perto do nome do ativo (HAGA4) de 2,99, é o valor da última transação.

O book de ofertas é dinâmico e você consegue ver quem está vendendo, quem está comprando, a corretora, a quantidade, os valores.

A lógica por trás do funcionamento do book de ofertas é a seguinte:

  • Ordens mais próximas ao “preço de mercado” (valor da última negociação) têm prioridade.
  • Em ordens com valores iguais, a que foi enviada primeiro tem prioridade.

Definir uma estratégia de investimento 

Já falamos várias vezes no blog que é muito importante saber o seu perfil de investidor para traçar suas estratégias. 

No Home Broker também é interessante você definir uma estratégia de acordo com o seu perfil: day trade, swing trade ou position trade. 

  • Day trade: compra e vende ativos no mesmo dia. São operações de curtíssimo prazo e geralmente quem opta por essa modalidade, chega a fazer várias operações por dia. 
  • Swing trade: a compra e a venda do ativo se encerra em dias diferentes, podendo durar dias, semanas, meses e anos. Tendem a ser operações de curto prazo, mas o que diferencia do day trade é que não precisa fazer a operação de compra e venda no mesmo dia.
  • Position trade: o famoso buy and hold, ou seja, você compra uma ação e segura ela por meses ou anos. Para esse tipo de estratégia é vantajoso fazer a análise fundamentalista, ou seja, saber dados da empresa, quais seus fundamentos, se é uma empresa próspera, se paga bons dividendos, entre outras características. 

Procure saber mais sobre elas! 

Gostou do post? Compartilha com um amigo e não esqueça de acompanhar e medir seus investimentos sempre!

91 / 159