fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

O que o usuário Real Valor tem a ensinar para outros investidores sobre Coronavírus?

Tudo começou no dia 26 de fevereiro aqui no Brasil. Na quarta feira de cinzas, o mercado brasileiro abriu às 13:00 e começou a cair. 

De lá para cá, tivemos inúmeros circuit breaker, que é quando a bolsa paralisa as operações por um determinado tempo para acalmar o ânimo dos investidores.

A verdade é que tudo começou um pouco antes. O Brasil não sentiu isso porque estava no carnaval.

Durante o feriado, a bolsa não abriu, mas lá fora, as bolsas já estavam derretendo desde segunda 24/02/2020. Por quê?

Sequência de acontecimentos: coronavírus e petróleo

Coronavírus se alastrando mais rápido do que o esperado e colapsando sistemas de saúde de países. Clima de tensão nos países da Opep, jogando o preço do petróleo lá embaixo. 

grafico-post-blog-real-valor-como-usuario-reagiu-coronavirus-gif

Inúmeros investidores novatos na bolsa que começam a vender no efeito manada e acaba derrubando ainda mais os preços, e por aí vai.

A verdade é que esses acontecimentos podem até ter acelerado um evento que já aguardávamos há algum tempo: o bear market.

Bear market é quando o mercado cai, ao oposto do Bull market que é quando está tudo subindo. A economia é cíclica, e é importante entender esse conceito.

Ciclos da Economia

A economia tem ciclos de grande crescimento: os famosos “Booms” e eles costumam terminar com uma recessão (os famosos “Busts“). 

Esses ciclos podem ser mais longos ou mais curtos e serem encerrados com recessões maiores ou menores, mas eles sempre acontecem.

grafico-post-blog-real-valor-como-usuario-reagiu-coronavirus-ciclos-economia

Esses ciclos podem ser mais longos ou mais curtos e serem encerrados com recessões maiores ou menores, mas eles sempre acontecem.

O Ray Dalio fez um vídeo explicando como a economia mundial funciona, e consequentemente esses ciclos, que é GENIAL

Caso você ainda não tenha visto, recomendo que pare tudo o que você está fazendo, inclusive lendo o meu texto e veja 30 minutos de um vídeo que vale mais do que muito MBA.

Só para ter uma ideia, é um vídeo sobre economia, de 30 minutos e ainda assim, tem 12 milhões de visualizações. Vou deixar o link aqui embaixo!

Voltando ao assunto…

A gente estava no maior Bull market da história. Foram 11 anos. De 2009 até agora. Em nenhum momento da história moderna vimos ativos subirem de preço sem uma queda abrupta por tanto tempo.

Muitos alertavam para um bear market que se aproximava. Claro que ninguém sabia prever se seria no começo do ano, no final do ano, em outro ano, etc., mas fato é que muitos esperavam uma queda abrupta iminente.

O maior exemplo disso são os fundos Adam.

Eles sempre foram famosos pela rentabilidade e ultimamente vinham entregando rentabilidades baixas mesmo com todo mundo fazendo dinheiro na bolsa. Isso tinha uma explicação: eles estavam pessimistas em bolsa. Estavam apostando contra. E quando você aposta contra e a bolsa continua subindo, você perde dinheiro.

Acontece que no fim de fevereiro a bolsa virou e o fundo que vinha rendendo pouco passou a ser um dos poucos fundos a render positivo quando todo mundo está perdendo dinheiro.

Warren Buffett já dizia: 

Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos. 

Warren Buffet

Acontece que quando estamos escutando o som de violinos, ficamos muito mais propensos a comprar, porque os ativos estão subindo.

Já falei isso em inúmeros textos aqui: o psicológico acaba traindo muito investidor. Muitos acabam comprando quando deveria estar vendendo e vendendo quando deveria estar comprando.

No final, ao invés de comprar barato e vender caro, muito investidor acaba fazendo o contrário: comprando caro e vendendo barato. E depois ele sai por aí dizendo que a bolsa é cassino. Na verdade não é, mas exige muito estudo e disciplina.

Por que eu estou dizendo isso tudo?

Por que estamos numa situação inusitada. O preço das ações costuma acompanhar o lucro das empresas no longo prazo. É esperado que o lucro das empresas caia com toda essa paralisação.

Será que o lucro vai cair tanto quanto o preço das ações caíram? Ou será que houve uma overreaction?

Na análise fundamentalista existe um indicador que não costuma ser menor que 1: Preço dividido pelo Valor Patrimonial. 

A conta é, basicamente, você pegar o quanto a empresa está valendo no mercado e dividir pelo valor do patrimônio da empresa. Ou seja:

multiplicar o valor da ação pela quantidade de ações e dividir pelo vpa (valor patrimonial)

Isso é exposto no balanço patrimonial e conta com todos os ativos que a empresa tem como prédios, máquinas, carros, etc. 

Você consegue ver facilmente o P/vpa de empresas listadas em bolsa no site do Fundamentus

Um P/vpa menor que 1 significa que o mercado está precificando aquela ação como valendo menos do que a empresa conseguiria levantar de dinheiro caso vendesse todos os seus ativos.

Um exemplo na vida real para ficar mais fácil. 

Digamos que você tenha um apartamento que vale R$ 100.000 e dentro, você tenha mesas, armários, cadeiras, um piano, etc. que juntos valem R$ 400.000. 

Se você for vender esse apartamento com tudo o que tem dentro, você estará vendendo o equivalente a R$ 500.000. 

O que está acontecendo com muita empresa hoje é que os acionistas estão aceitando vender esse apê por R$250.000

grafico-post-blog-real-valor-como-usuario-reagiu-coronavirus-gif

Percebe que a pessoa que compra pode ir, com calma, vendendo os ativos que tinham dentro, fazendo com que isso seja uma compra MUITO boa?

Com ações é parecido. 

P/Vpa é um indicador muito analisado quando se vai escolher ações porque quanto mais baixo, mais barata a ação está. O que é raríssimo de acontecer, no entanto é que o P/vpa fique menor que 1.

Não sabemos o que vai acontecer no futuro nem em quanto tempo as coisas voltam a se normalizar, mas a bolsa está com algumas ações MUITO baratas. 

Lembra que o psicológico joga contra? Depois de cair mais de 30%, pouca gente se aventura na bolsa. O psicológico fala: “Já perdi muito. Não vou investir mais”. No entanto, o ideal é que deveríamos pensar o contrário.

Isso que eu falei do psicológico jogar contra é mais comum de acontecer em investidores novatos. Pessoas que ainda não tiveram experiências como essas na bolsa.

Se você olhar para a bolsa, no geral vendeu-se mais ativos do que se comprou. Essa é a explicação dela ter caído.

Aqui no Real Valor, os nossos usuários costumam ser investidores mais calejados.

Seja porque já investem há mais tempo ou porque simplesmente são ávidos na busca por conhecimento sobre investimentos.

Taleb já dizia:

“Não me importa o que você me diz. Me mostre seu portfólio”.

Nassim Nicholas Taleb

Por isso, decidi ver como nossos usuários estão operando neste período de coronavírus e qual a diferença disso para o que vinha acontecendo antes.

Ao todo, foram levadas em conta 726 mil transações realizadas no ano de 2020. 

O período pré corona foi do início do ano até dia 21 de fevereiro e a partir de então, foi considerado o período de coronavírus.

Olhei para a representatividade do valor de compra ou de venda por produto na base como um todo.

Dito, isto, vamos aos resultados, que me encheram de orgulho.

Como o usuário Real Valor reagiu ao Coronavírus

Premissas:

  • Decidi olhar as operações de compra antes e depois do corona
  • Depois as operações de venda antes e depois do corona. 
  • Pelo princípio de pareto, escolhi apenas 4 ativos, que somados dão 90% do valor investido total.

Resultados do Levantamento

Em relação às compras temos o seguinte gráfico:

grafico-post-blog-real-valor-como-usuario-reagiu-coronavirus-compra
  • O usuário Real Valor passou de 53% das operações para 62% das operações de compra em ações.
  • Já em Fundos e Fiis, a alocação de compra diminuiu de 21% para 13% em Fundos e 13% para 10% em Fiis.  
  • CDBs e poupança também passaram a ter mais aportes.

Quando pensamos em vendas temos o gráfico a seguir:

grafico-post-blog-real-valor-como-usuario-reagiu-coronavirus-venda
  • A representatividade das vendas de ações diminuiu de 68% para 61%
  • Fundos teve um aumento dos resgates de 10% para 12%.
  • Fiis também tiveram uma diminuição na representatividade da venda de 12% para 8%
  • CDBs passaram a ter mais vendas.

Isso pode ser um movimento de investidores buscando liquidez na renda fixa para conseguir comprar bolsa no momento de baixa.

Resumo da ópera 

Enquanto o investidor comum está vendendo suas ações nesse período de pânico nas bolsas, realizando grandes prejuízos, o investidor Real Valor faz o caminho oposto, seguindo os ensinamentos de Buffett de comprar ao som de canhões.

Desde o início do período de queda devido ao coronavírus, o investidor Real Valor passou a comprar mais ações e vender menos do que ele estava habituado a fazer.

Essa é uma atitude rentável a longo prazo? Tudo indica que sim, mas só o tempo dirá. Vamos seguir acompanhando!

banner-real-valor-acompanhar-investimentos-gratis
121 / 152