fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

OIBR3: Queda no preço é oportunidade de compra com retorno potencial de 250%; veja como ganhar 118 ações da Oi

Os investidores perderam o ânimo com a Oi (OIBR3) e seu plano de recuperação em 2021, principalmente nos últimos 30 dias. A ação da empresa de telecom caiu mais de 35% desde 19 de julho, quando a companhia divulgou o seu plano de negócios trienal. Ao longo de 2021, as perdas da Oi superam 50%. Afinal, o que está acontecendo com a Oi?

Neste momento, você pode estar se perguntando se é hora de comprar? A resposta mais curta é que sim, ainda há oportunidades na Oi na visão dos analistas da Empiricus. A ação é indicada em quatro carteiras da casa de análise: Palavra do Estrategista, Carteira Empiricus, Ações Exponenciais e Empiricus Best Ideas.

Segundo cálculos da equipe da análise à frente da série Palavra do Estrategista, liderada pelo CIO da Empiricus, Felipe Miranda, a Oi tem um potencial de alta de 251%, considerando a cotação do último fechamento (18/08).

Mas os analistas alertam que o cenário ficou mais arriscado para a Oi. É por isso que eu sugiro que você entenda o que está acontecendo com a Oi antes de sair comprando. A boa notícia é que existe uma forma de receber ações da Oi de “presente”, sem precisar arriscar seu capital (mais adiante, te conto melhor sobre isso).

Antes de qualquer coisa, deixe-me te explicar o que está por trás da queda recente da Oi. 

O que está por trás da queda da OIBR3 em 2021

A empresa divulgou em 19 de julho o plano estratégico trienal, que traz uma série de ações e estimativas para a empresa até 2024. O que a Oi contou neste documento não agradou boa parte do mercado.

A Oi projetou que sua dívida líquida estará, em 2024, em R$ 14 bilhões, acima do esperado. Já a geração de caixa ficou abaixo do esperado, o que levou a alavancagem da empresa para um índice de 6,6 vezes (dívida líquida sobre o Ebitda). 

Esse é o resultado da “nova Oi”, que é a companhia sem a InfraCo, divisão de fibra óptica cujo controle foi vendido em julho para um consórcio formado pelo BTG e pela empresa de cabos submarinos Globenet. Com os números apresentados, boa parte do mercado calcula que não há valor nenhum na Nova Oi, apenas na fatia restante da Oi na Infraco.

“Esse nível de alavancagem não estava nas premissas do mercado, nem nas minhas”, afirmou o analista Henrique Florentino, da Empiricus, maior casa de análise independente do Brasil.

“A Oi chegará a 2024, dentro das suas estimativas, com um caixa de cerca de R$ 3 bilhões abaixo das nossas expectativas. E essa estimativa está cerca de R$ 6 bilhões abaixo das de alguns outros membros do mercado”. 

Esses números assustaram os investidores e levaram à queda das ações da Oi. Nem mesmo o bom resultado trimestral divulgado pela Oi em meados de agosto conseguiu reverter essa percepção negativa. A companhia lucrou, de forma líquida, R$ 1,14 bilhão, revertendo o prejuízo de R$ 3,4 bilhões do mesmo período do ano passado.

Para os analistas da Empiricus. o mercado exagerou. O que isso significa? Na visão deles, uma oportunidade de compra, ainda que seja um investimento arriscado.

VEJA COMO RECEBER UM DEPÓSITO DE 120 REAIS PARA COMPRAR AÇÕES DA OI

OIBR3 pode mais do que triplicar

Os analistas da Empiricus se debruçaram sobre o plano da Oi para refazer suas contas sobre qual o valor justo da ação da empresa. OIBR3 é uma das 24 ações consideradas “Oportunidades de uma Vida” pelo Felipe Miranda, estrategista-chefe da Empiricus. Essas ações são sugeridas na série Palavra do Estrategista para quem busca resultados acima da média dos mercados com os “achados” do Felipe na bolsa.

Desde sua concepção, no final de 2015, a carteira Oportunidades de uma Vida acumula valorização de +560,2%. Isso significa que quem comprou todas as ações indicadas pelo Felipe conseguiu multiplicar o seu capital em quase 7x em um período pouco inferior a 7 anos.

Segundo os cálculos do Felipe Miranda e sua equipe de analistas à frente da série Palavra do Estrategista, a ação da Oi tem potencial de alta de 251% no longo prazo, considerando a cotação da última quarta-feira (18). É por isso que ele está liberando um lote de ações da Oi para quem assinar sua série Palavra do Estrategista (mais informações aqui). 

A visão do analista é que há pontos favoráveis à empresa que não estão sendo considerados pelo mercado, mas que aumentam o potencial de valor de mercado da companhia no longo prazo. 

4 pontos favoráveis à Oi que o mercado não está vendo e podem puxar a alta das ações

1 – Caixa maior no longo prazo

A estimativa do Felipe Miranda é que a Oi comece a gerar mais caixa após 2024. Ela está gastando muito com investimentos nos próximos anos, mas o retorno deverá vir nos anos seguintes. Ele compara os investimentos da empresa como a construção de uma hidrelétrica, que custa muito no curto prazo, mas que rende receitas por um período estendido de cerca de 30 anos ou mais.

2 – Monetização da base de clientes

A Oi tem mais de 50 milhões de clientes atualmente e, mesmo com a saída da unidade móvel, ela ainda terá mais de 10 milhões de clientes. Aí existe um potencial de monetização, com muitos serviços que podem ser oferecidos aos seus clientes com sua marca. 

 “A Oi tem enorme potencial para buscar outras fontes de receita, para além da conectividade, explorando as bases de ativos, de clientes corporativos e de pessoas físicas”, diz Felipe.

Vale lembrar aqui que o número de assinantes é um indicador que o mercado valoriza em uma série de empresas e muitas vezes justifica valuations esticados para de big techs, como Netflix e Facebook, e bancos digitais, como o Inter e o Nubank.

3 – Troca de concessão para autorização

A Oi poderá economizar milhões de reais em gastos como manutenção de telefone públicos e outras obrigações com a migração do sistema de concessão para autorização. Isso já está em discussão e, na visão dos analistas da Empiricus, é outro ponto importante para o negócio da Oi que não está na “conta do mercado”. Se concretizada, a troca de regime pode ser um gatilho para a valorização da companhia no longo prazo. 

4 – Créditos tributários por um bom tempo

Em recuperação judicial desde 2016, a Oi acumula anos de prejuízo e pode ter um valor significativo de créditos fiscais. Isso dá à empresa a chance de economizar impostos por um bom tempo, um ativo “importantíssimo e valioso”, como destaca Felipe.

VEJA COMO RECEBER UM DEPÓSITO DE 120 REAIS PARA COMPRAR AÇÕES DA OI

Receba 118 ações da OIBR3 na sua conta e tenha a chance de triplicar seu capital 

Como tudo em renda variável, os ativos com maior potencial de retorno também são aqueles que têm maior risco. Esse é o caso do investimento na ação da Oi. Estamos falando de uma empresa em recuperação judicial, que tem um plano de reestruturação que exige investimentos pesados e um alto risco de execução.

É por isso que o Felipe Miranda não recomenda que ninguém aposte todas as suas fichas em OIBR3. Ela é uma de 24 ações recomendadas na série Palavra do Estrategista. Como eu disse anteriormente, quem investiu na carteira completa, conseguiu um retorno de 560% desde 2015, contra 170% do Ibovespa no período. Veja gráfico abaixo:

A boa notícia é que você pode receber de presente um lote de ações da Oi. Isso porque a corretora Vitreo, que é parceira da Empiricus, vai dar 100% de cashback para quem assinar a série Palavra do Estrategista, da Empiricus, por meio deste link.  

A assinatura custa 12 X R$ 9,90 (R$ 118,80) e a Vitreo vai depositar R$ 120 na sua conta, o que dá para comprar 118 ações da Oi na cotação atual (R$ 1,01). 

Essa é uma oportunidade para você investir em um ativo de alto risco, como a OIBR3, sem gastar o seu próprio dinheiro. Você paga pela assinatura, tem acesso a conteúdos que deixaram outros investidores ricos com retornos acima da média do mercado e ganha de volta um valor ligeiramente maior para investir.

Você pode fazer o que quiser com esse dinheiro, como:

  • Comprar ações da Oi;
  • Comprar qualquer ativo disponível na corretora Vitreo, como outras ações, fundos imobiliários, investir em fundos de investimento, títulos de renda fixa, etc;
  • Sacar os 120 reais da conta da Vitreo e fazer o que bem entender. E mesmo assim você terá acesso às sugestões de investimento do Palavra do Estrategista por um ano.

Por que a Vitreo vai dar cashback para os novos assinantes da Empiricus?

Sei que esta campanha parece boa demais para ser verdade e que agora você pode estar se perguntando: “qual é a pegadinha”? A verdade é que o cashback é uma forma de a Vitreo oferecer um incentivo para que os clientes conheçam sua plataforma de investimentos.

A Vitreo é uma corretora e gestora brasileira que tem cerca de R$ 12 bilhões sob custódia. Ela é parceira da Empiricus desde sua criação, em 2018, e ambas as empresas estão em processo de aquisição pelo BTG Pactual, o maior banco de investimentos da América Latina.

Ela optou por fazer esse depósito em parceria com a Empiricus para favorecer aqueles que realmente levam a sério sua jornada como investidor, acompanhando os mercados por meio de  análises e recomendações de investimento da Empiricus. É um ganha-ganha-ganha. 

“O cliente ganha o cashback e a gente ganha um voto de confiança para que ele conheça esse ecossistema que estamos montando em parceria com a Empiricus. É uma maneira de dar boas-vindas além do discurso”, explica a Vitreo. 

Você não tem nada a perder. Esta é a sua chance de acessar todas as recomendações do Felipe Miranda e receber 120 reais para investir em ações da Oi ou em qualquer ativo na Vitreo. E, caso se arrependa em sete dias, você será 100% reembolsado.

QUERO RECEBER 120 REAIS PARA INVESTIR NA OI E TER A CHANCE DE BUSCAR UM RETORNO DE 250% 

300 / 377

Leave a Reply

Required fields are marked