fbpx
Usar de graça Acesse sua conta

Opções na prática: como fazer a compra e venda?

Se você não tem ideia do que são opções, recomendo ler esse artigo aqui do blog, que eu considero a forma mais fácil de entender que eu já vi.

Se você já tem uma ideia, vai uma recapitulada rápida.

O que são opções

Opções (ou contratos de opção) são um tipo de derivativo.

Eles são chamados de derivativos porque seu preço deriva (isto é, depende) de outro ativo. Nesse caso, como estamos falando de opções de ações, o preço depende do preço da ação.

Ao comprar uma opção, você tem o direito (mas não a obrigação) de comprar ou vender um ativo a um preço especificado até determinada data.

Do outro lado da moeda, existe o lançador da opção, que é quem vende a opção no primeiro momento.

No caso de quem lança as opções, é obrigatório a compra ou venda do ativo caso o dono da opção decida exercer seu direito.

Epa. Peraí. Esse assunto ficou complexo muito rápido.

Mas vem comigo que eu vou te explicar com um exemplo

Exemplo prático

Fã de futebol que sou…

Digamos que você tem um amigo chamado Neymar que joga futebol muito bem. Tudo indica que ele vai virar um grande jogador de futebol.

A chuteira que ele usa hoje em dia custa R$300. Se ele virar um grande jogador, essa mesma chuteira poderia ser leiloada por muito dinheiro. Muito mais do que $300, afinal é a chuteira que o Neymar usava quando começou a virar um grande jogador.

Você compraria essa chuteira hoje por R$500? É difícil responder.

Ela valia R$300 na loja, mas está usada, então deve estar valendo menos que isso. Pagar R$500 nela parece loucura.

Por outro lado, caso o Neymar vire um jogador profissional, essa chuteira usada por ele antes da fama pode passar a valer mais de R$5.000 e, nesse caso, comprar por R$500 passa a ser um ótimo investimento.

A opção existe para o investidor conseguir se expor a momentos como esse.

Imagina você ter um contrato em mãos que te garante o direito de comprar essa chuteira por R$500 até o final de 2022. Caso o Neymar não dê em nada, não tem problema.

Basta não exercer esse contrato, ou seja, não comprar a chuteira e não gastar os R$500.

Se, por outro lado, o Neymar ficar famoso, você compra a chuteira por R$500 e depois leiloa por um valor muito maior.

Trazendo para o mercado financeiro

No mercado, você pode fazer isso com ativos. Ou se se você quer ter opções você pode fazer ter um contrato de compra ou venda. Entenda

Digamos que você acha que Petrobras tem um potencial de subir bastante. Você compra uma opção de compra de Petrobras a um valor mais alto do que está hoje, porque acredita que lá na frente, a Petrobras vai se valorizar tanto que essa opção vai foguetar.

No exemplo do Neymar, a chuteira é a Petrobras, ou seja, o ativo do qual a opção se deriva.

O contrato que define que o investidor pode comprar a chuteira por R$500 é a opção propriamente dita.

O investidor seria o tomador da opção. A pessoa que tem o direito, mas não a obrigação de comprar a chuteira (ou Petrobras, no segundo caso).

Neymar seria o lançador da opção. Caso o investidor decida exercer o direito, o lançador tem a obrigação de vender o ativo.

Opções na prática: como fazer compra e venda

No mercado financeiro, você consegue comprar e vender opções através do home broker da sua corretora com alguns cliques.

De preferência, uma que tenha custo zero para essa operação, como na Vitreo.

Como funciona isso na prática?

De maneira muito parecida com a compra ou venda de ações. A diferença está no código de negociação.

Enquanto ações tem um código no formato AAAAN, sendo “AAAA” um código que identifica a empresa, como PETR, VALE e ABEV. E “N” sendo um número que define qual é o tipo de ação. Sendo assim, o código das ações fica com o típico formato: PETR4, VALE5, ABEV3.

Como ler o código de negociação

As opções tem um código no formato AAAABCC.

Código da opção: Primeiras quatro letras

Onde “AAAA” identifica qual é o ativo do qual a opção se derivou, como por exemplo PETR.

Código da opção: Quinta letra

B” é o mês de vencimento da opção.

Sabendo o mês de vencimento, é sabido qual o dia, visto que as opções sempre vencem na 3ª segunda-feira de cada mês.

Tem um detalhe a mais. Essa letra que simboliza o mês, também simboliza se a opção é de compra ou venda.

a b c d e f g h i j k l se referem aos meses de Janeiro, Fevereiro, Março e por aí vai e simbolizam que é uma opção de COMPRA

m n o p q r s t u v w x são as letras de opções referentes a Janeiro, Fevereiro, Março e por aí vai, mas de uma opção de VENDA.

Ou seja, se sua opção é PETRA, é uma opção de compra de Petrobras com vencimento em Janeiro.

Se for PETRM, é uma opção de venda de Petrobras com vencimento em Janeiro.

Código da opção: Últimos números

“CC” é um número aproximado do preço de exercício da opção

PETRA15 seria uma opção de compra com vencimento em Janeiro com preço de exercício em 15,00.

PETRO20 seria uma opção de venda com o vencimento em Março com o preço de exercício em 20,00.

Agora você sabe o que cada letra e número significam num código de uma opção.

Procurando opções na internet

Apesar de tudo que foi falado nesse texto, na prática você só consegue comprar uma opção que foi lançada. Ou seja, ela precisa existir para você comprar.

Um site que mostra as opções sendo negociadas é o https://opcoes.net.br/opcoes2/bovespa

Lá você consegue definir qual ativo você quer ver, qual vencimento, se está out of the money ou in the money (se o preço de exercício está favorável para opção ou não, por exemplo, uma opção de compra de 15 de um ativo que está valendo 16 está IN the money)

Imagem retirada do opcoes.net.br

Olha as calls (opções de compra) de Petrobras para Abril.

ITM = in the money… que significa que ela já é lucrativa, ou seja, essas opções na prática são mais caras. Elas custam o que está escrito em “último”, ou seja, entre 1,8 e 2 e pouco…

Agora vamos para opções mais longe do dinheiro

Imagem retirada do opcoes.net.br

Aqui a volatilidade impera. Perceba que as opções valem de 2 centavos a 4 centavos. Uma opção que sobe de 0,02 para 0,03 subiu 50%….

Sim.. se você investir R$1000 nela e ela subir 1 centavo, você ganha R $500.

Se ela cair 1 centavo, você perde R$500. Por isso é um ativo BEM volátil.

A melhor corretora para negociar opções sem custo é a Vitreo. Clique aqui e abra sua conta gratuita.

Conclusão

Opções são negociadas através de home brokers assim como ações. O que diferencia elas é a estrutura do código, que traz o ativo, o vencimento e o preço de exercício.

Opções muito fora do dinheiro costumam ser baratas e com alta volatilidade.

Algumas corretoras têm preços diferentes para se operar opções. Uma boa ideia é sempre recorrer a uma corretora com custo zero para operar opções, porque geralmente se opera com pouco dinheiro e os custos tendem a corroer os possíveis lucros.

Em 2017 eu fiz uma operação com opções que deu 300% de lucro e eu saí no zero a zero por causa de custos (sim, coloquei pouco dinheiro).

Como saber quais são as Opções pra investir?

Esta ferramenta é especialista em identificar essa operações que podem ir de centavos a reais com Opções em pouquíssimo tempo.

Veja aqui se você tem o perfil para experimentá-la sem compromisso

Espero que o texto tenha explicado um pouco melhor como é a operacionalização de uma compra e venda de opções. Ficou alguma dúvida? O texto te ajudou? Deixe um comentário aqui embaixo!

233 / 243