fbpx
Testar de graça Acesse sua conta

Ouro: Por quê investir e como

Fala Brimos! Se você não me conhece ainda, prazer meu nome é Eric e tenho um instagram @investidor.dazarabia onde falo da minha vida aqui na Arábia Saudita e minha experiência com as bolsas brasileiras, americanas e também aqui da Arábia, a Tadawul. Hoje vou falar sobre um tema que gosto muito: investimentos em ouro.

Para mim é um privilégio estar aqui escrevendo para o Real Valor e gostaria de trazer um tópico que sempre pontuei tanto na minha página no Instagram quanto no Youtube, a importância de ter OURO na carteira para reserva de valor e proteção.

Por que ouro?

O ouro é um ativo conhecido por ser reserva de valor, ou seja, por ser um metal precioso e ter um valor intrínseco, ele não consegue ter uma demanda muito grande já que tem uma quantidade finita, diferente do papel moeda, que pode perder seu valor se houver a impressão demasiada.

Ouro é um investimento descorrelacionado

Em momentos de incerteza do mercado, os investidores realizam um movimento chamado fly-to-quality ou fly-to-safety, o que significa que saem de ativos voláteis, como ações, e migram para ativos mais seguros como ouro e o próprio título público do governo.

Além disso, historicamente o ouro sempre valorizou em momentos onde há uma inflação na economia, já que a moeda perde seu poder de compra enquanto o ouro continua com a mesma reserva de valor.

Hoje em dia o ouro está ficando mais conhecido devido às incertezas da economia dada à essa crise que estamos enfrentando do Coronavirus, e novamente podemos ver o porque ele serve como uma proteção no momento atual.

Enquanto os mercados oscilaram negativamente devido às incertezas geradas por essa pandemia, o valor do metal subiu. Para efeitos de comparação, a Ibovespa caiu 29.9% entre final de Fevereiro até final de Abril, o índice americano S&P 500 caiu 16.2%, porém o ouro subiu 24.5% e é isso que faz com que ele seja uma proteção em momentos de incertezas.

Como investir em ouro?

Provavelmente agora você deve estar se perguntando como que faz para comprar Ouro e estou aqui para te informar que é muito mais fácil do que você imagina. Básicamente há três formas para se investir em Ouro e vou detalhar agora cada uma com seus prós e contras.

Contrato à Vista na BM&F

Esse modo é o mais antigo dentre os modos porém continua disponível para o investidor. Basicamente você está comprando o ouro físico mesmo, porém através de contratos, onde cada contrato tem um preço pois está relacionado diretamente com a quantidade do metal adquirido. Os contratos mais conhecidos para comprar ouro são:

OZ1D

Adquirindo esse contrato, o investidor estará comprando um lingote de ouro de 250g. Por ser 250g e dada a cotação atual (Maio/2020) onde cada grama estar R$316, o investidor deverá desembolsar nada menos do que R$79 mil reais, o que não é tão viável.

OZ2D

Adquirindo esse contrato, o investidor estará comprando um lote fracionário de 10g e dada a cotação atual (Maio/2020), o investidor deverá desembolsar uma quantia de R$3160 reais, ficando um pouco mais viável porém mesmo assim ainda fora da realidade dos brasileiros.

OZ3D

Último e mais viável entre os contratos, o investidor que adquirir esse contrato à vista estará adquirindo 0,225g equivalente à R$71 reais, dada a cotação atual (Maio/2020).

Prós

  • Reserva de valor durável;
  • Aceito como garantia, com menor grau de deságio, para negociação de outros ativos;
  • Comprar diretamente o metal precioso físico;
  • Alta Liquidez.

Contras

  • Investimento inicial alto;
  • Maior complexidade;
  • Menos seguro uma vez que você irá receber o ouro físico.

Fundos de Ouro

Fundo de Ouro é uma outra opção para se expor ao metal e é uma opção mais nova dentre as opções no mercado brasileiro. Através de fundos multimercados, o investidor poderá se expor ao metal por um baixo valor e de uma maneira bem prática e simples. Para isso, através de sua corretora, você deverá procurar por fundos multimercados que possuem o metal como ativo principal ou complementar. Atualmente algumas opções, não é indicação, algumas casas que tem um FIM de ouro são: XP, BTG, Orama, Vitreo e outros. Basta procurar por “ouro” nas plataformas.

Prós

  • Fácil de investir;
  • Preço inicial médio;
  • Disponível em diversas plataformas.

Contras

  • Taxa de administração;
  • A grande maioria dos FIM não possuem um portfólio 100% investido em Ouro;
  • Falta de liquidez.

ETFs lá fora

Essa é a forma que eu utilizo e a que eu acho mais vantajosa. No mercado americano há fundos de índices que acompanham a cotação mundial do Ouro e se o valor do metal sobe, a cota desse fundo também sobe acompanhando o índice. Alguns exemplos de ETFs de ouro são IAU, GLD e GLDM. 

Para investir dessa maneira, você precisa abrir uma conta em uma corretora americana. Recomendo a corretora Avenue Securities, que foi fundada pelo fundador da Clear Corretora com o objetivo de ajudar o brasileiro a investir no exterior e que facilita o envio das suas remessas para o exterior, através de uma simples TED.

Através da Avenue, você consegue se expor no ETF de Ouro, como por exemplo IAU ou GLD, pagando menos de 17 dólares, ou seja, menos de R$100.

Prós

  • Investimento inicial baixo;
  • Alta Liquidez;
  • Segurança;
  • Baixa taxa de administração;
  • Estar com um investimento dolarizado.

Contras

  • Maior complexidade para enviar o dinheiro para o exterior;
  • Não estará comprando ouro físico.

Conclusão

Vale lembrar que o ouro é uma reserva de valor, ou seja, ele tem um valor intrínseco.

Mas ele não irá gerar valor futuro, uma vez que não é uma empresa que gera lucros anuais e vai evoluindo com o tempo. 

Por isso, minha sugestão é ter uma pequena parte do seu portfólio em ouro e não se expor muito já que em outros momentos, quando a economia estiver bem e o mundo estiver caminhando positivamente, o metal não irá performar tão bem quanto ativos de valor como ações.

No final das contas, mais do que ter somente ouro, ações ou renda fixa, o importante é a diversificação inteligente e uma estratégia sólida de investimentos, para você sempre se proteger de crises e ganhar com a valorização de bons ativos no longo prazo. 

Finalizo esse artigo com a regra de ouro do Warren Buffett: “Regra número 1, nunca perca dinheiro. Regra número 2, não se esqueça da regra número 1”.

Abraços e bora holdar!

banner-real-valor-acompanhar-investimentos-gratis
143 / 145