Saiu uma notícia no Estadão sobre “Os setores que conseguem driblar a crise do coronavírus”.

Nessa matéria, o Edu fala sobre as BDRs que se valorizaram nesse período e resolvi aprofundar sobre o assunto aqui no blog do Real Valor

Já sabemos que o coronavírus está dando o que falar nesses últimos tempos. 

Com isso, tivemos bolsas derretendo e o dólar se valorizando. Assim, quem tem investimentos relacionados a moedas estrangeiras, que é o caso das BDRs, podem ter tido uma compensação das perdas. 

Então vamos entender melhor esse ativo? 

O que são BDRs? 

Brazilian Depositary Receipt, também citado algumas vezes como Certificado de Depósito de Valores Mobiliários (CDVM). 

É o que? 

Calma, vou explicar para você…

BDR é um ativo que o investidor brasileiro pode adquirir quando está interessado em investir em empresas fora do Brasil.

São títulos brasileiros, negociados em bolsa mas que são lastreados em ações de empresas globais.

É o tipo de investimento recomendado para investidores maduros que querem diversificar sua carteira em moeda forte. 

Atualmente, na B3 tem por volta de 130 BDRs listados, a maioria americana. 

Por que eu falei títulos e não papéis? 

No caso de BDRs você não compra as ações diretamente, você vai comprar um título que varia de acordo com a cotação das ações do EUA (em sua grande maioria) e tem também a taxa de câmbio do dólar para o real. 

Investir em BDR é uma forma mais simples, porque você não precisa abrir conta no exterior. Você negocia através da sua própria corretora no Brasil e não paga remessa internacional. 

Ou seja, se você comprar a BDR da Apple, o ativo varia de acordo com as ações da Apple. 

Os BDRs nem sempre seguem a proporção de 1:1, ou seja, 1 ação da empresa corresponde a 1 BDR. 

No caso da Apple, por exemplo, cada ação dá lastro para 10 BDRs, ou seja, para que você ganhe o equivalente a 1 ação da Apple, você precisa comprar 10 BDRs.

Essa proporção está listada no site da B3.

Exemplo de BDR

Veja o exemplo a seguir, a ação da Apple fechou ontem em USD 258,46 (26 de março de 2020) o que equivale aproximadamente a R$ 1298,37. Já a BDR da Apple você consegue comprar a R$ 125,80, 

Além disso, enquanto a ação da Apple (AAPL) teve 5,51% de queda, o BDR (AAPL34) subiu 2,38% 

Humm.. pareceu interessante, né? Mas tem que ficar ligado em duas informações importantes: 

  1. Para comprar BDRs patrocinados nível 1 e não patrocinados você precisa ser um investidor qualificado. 
    1. Investidor qualificado é aquele que declara ter mais de um milhão de reais em ativos financeiros
  2. BDRs nível II e III não precisa ser investidor qualificado, mas tem menos opções. 
  3. O volume de negociação é baixo, consequentemente torna a liquidez baixa na maioria dos casos, ou seja, velocidade de conversão do ativo em capital, na hora da venda é baixa. Assim você pode vir a ter que vender mais barato para ter certeza de que vai conseguir fazer a transação.

Existem BDRs que eu conheço? 

Sim! Já citei a Apple, mas também tem Google, Facebook, McDonalds, Nike, Netflix, Microsoft entre outras… 

Para saber a relação de BDRs basta entrar no site da B3.

BDRs pagam dividendos? 

Se a empresa pagar dividendos, as BDRs também pagarão.

Você recebe algo em torno de 65% dos dividendos pagos originalmente. 

Por quê?

Os dividendos no exterior são tributados por volta de 30%, ou seja, de cada dólar distribuído, chega USD 0,70 no seu bolso e ainda tem a taxa de administração do originador do BDR, que é por volta de 5%. 

Importante: esse imposto retido na fonte não é bitributado, ou seja, o que você pagou de 30% para os EUA já são contabilizados no imposto de renda do brasileiro.

Não deixe de verificar se a empresa paga dividendo, ok? 

Google, Facebook, Berkshire não pagam… logo os BDRs não pagarão.

Como, então, os BDRs salvam a carteira em momentos de crise?

Geralmente, quando uma crise acontece no Brasil, o Ibovespa cai e o dólar sobe. 

Por que isso acontece? 

Se o Brasil está em crise, ele não é mais tão atrativo, porque se torna um investimento de risco. 

Com isso, o investidor gringo costuma sair e buscar ativos mais seguros fora do país. Ele vende sua posição em bolsa.

Com essa pressão vendedora, a bolsa tende a cair. 

Quando ele transforma os reais dele em dólar e tira do país, cria uma pressão compradora de dólar. Com isso, o câmbio da moeda norte americana sobe. 

Quando você tem uma carteira balanceada com investimentos estrangeiros, a escalada do dólar pode compensar as perdas do Ibovespa. 

Ou seja, se você tem BDRs em sua carteira, você compensa as perdas do IBovespa, uma vez que seus investimentos em BDR seguirão a moeda americana. 

Por que não investir em dólar diretamente? 

A resposta é simples: com BDR, além de estar exposto em dólar, você consegue se tornar sócio das empresas mais lucrativas do mundo. 

Hoje o mercado mais aquecido é o de tecnologia. 

Inclusive, escrevi um texto falando sobre os melhores mercados de cada década no mundo e por que o brasil está de cem a duzentos anos atrasado.

No Ibovespa não existem mais de 5 empresas de tecnologia. 

Investindo em BDRs, você consegue investir em empresas que estão imersas nesse mercado, com margens de lucro altíssimas.

O coronavírus afetou os EUA também, e agora?

No caso do Coronavírus, as bolsas mundo afora derreteram. Nos EUA não foi diferente. Ou seja, quem tinha investido em BDRs tende a ter perdido dinheiro por causa desse derretimento.

O lado bom é que em contrapartida, o dólar se valorizou, fazendo com que essa queda tenha sido menor ou mesmo tenha sido positiva.

Olhe ao seu redor. Os investimentos que não estão caindo muito, estão caindo médio.

Enquanto isso, existem BDRs que estão POSITIVOS no meio de uma pandemia que parou meio mundo.

Veja o caso da Netflix, um dos maiores serviços de streaming de vídeos no mundo. Enquanto a ação negociada na NASDAQ caiu 8% desde dezembro, a BDR teve 40% de valorização, e segue a curva do dólar também. 

Percebe como um BDR pode ser uma boa forma de diversificar sua carteira?

Outra forma de aproveitar a flutuação do dólar

Além de BDRs, uma outra forma que os investidor podem surfar na variação do dólar é investir diretamente em ações. Para isso, você precisa abrir conta em uma corretora nos EUA. 

Existem mais de 8 mil ações americanas, e qualquer pessoa pode investir, ou seja, não precisa ser investidor qualificado. 

Ok, mas se as bolsas do mundo estão derretendo, inclusive a dos EUA, a ação não está sendo desvalorizada? 

A maioria está sim, e no aplicativo da corretora você vai ver essa desvalorização. Mas como disse antes, o dólar está em alta, dá para vender sua posição e quando fizer a conversão do Dólar para Real, é possível fazer dinheiro. Entendeu?


No aplicativo do Real Valor você consegue acompanhar como estão suas Ações Americanas. Nós mostramos os valores em reais, com o câmbio do dia, então fica mais fácil de entender seus investimentos. 

post-blog-real-valor-como-inserir-acoes-americanas-no-app-06

Concluindo, tanto  BDRs quanto Ações Americanas, é possível balancear a carteira para momentos de crise como o que estamos vivendo agora por conta do coronavírus. 

É uma forma de se expor a maiores empresas e ao dólar.

Estamos vivendo em um momento de muita volatilidade e é o momento de ter calma e seguir sua estratégia. O importante aqui é você saber que existem diferentes alternativas para diversificar seus investimentos.  

Se você ficou com alguma dúvida, comente aqui!