Essa semana você viu nos jornais e nos sites de notícias: Selic cortada para 4,25%. Mas o que que isso significa na prática?

O que selic muda?

Primeiro precisamos lembrar o que é a Selic. Ela é a taxa básica de juros do Brasil. O que significa que é a taxa pela qual o governo toma “empréstimo” para fazer o que precisa fazer.

Eu escrevi um texto para falar especificamente da Selic aqui.

Esse empréstimo nada mais é do que o Tesouro Direto, mas especificamente, o Tesouro Selic.

Quer saber mais de tesouro direto, dá uma lida no melhor de post de tesouro da internet.

O governo é usado como benchmark de segurança em qualquer investimento em renda fixa. Basicamente porque é mais difícil um país quebrar do que um banco ou uma empresa quebrarem.

Por causa disso, a rentabilidade da renda fixa privada tende a acompanhar as tendências da Selic. Ou seja, quando a taxa de juros cai, CDI também cai.

Mas em que isso impacta a minha vida?

Em algumas coisas:

1- Renda fixa menos rentável

No governo Dilma, a taxa Selic era de 14,25%. Você conseguia investir com baixíssimo risco e ser remunerado em 14,25% ao ano. Hoje, o mesmo investimento rende 4,25%.

Isso acaba levando os investidores a assumirem mais risco atrás de rentabilidades maiores. Muitos investidores acabam indo para o mercado de renda variável em busca dessa rentabilidade.

2- Taxa de adm ficando cara

Taxas de administração de 2% começam a ficar muito caras. Sabe aquele fundo multimercado que tem uma taxa de administração de 2%?

Ela equivale a 47% do Selic. A tendência é que os fundos que não conseguirem performar MUITO bem tenham que abaixar essas taxas de administração para continuar atrativos.

3- Bolsa tende a subir

A Bolsa deve subir. Como impacto direto do ponto 1, mais dinheiro flui da renda fixa para a renda variável. Uma maior procura por ações eleva o preço delas.

O gráfico abaixo mostra a correlação entre o Ibovespa e a Selic. Quando a Selic estava no máximo, o Ibovespa estava no mínimo e vice versa.

Ibovespa e Selic

Um dos resultados é que começa a ser mais atrativo para uma empresa emitir novas ações para captar dinheiro porque o preço está maior. Assim, as empresas conseguem se capitalizar mais fácil. Empresas capitalizadas significa possibilidade de construir fábricas, contratar, inaugurar outros escritórios, etc. Já entendeu o que eu quero dizer aqui né?

A tendência de médio prazo num corte de Selic é aumentar a taxa de empregos do país.

4- Poupança rendendo menos ainda

Poupança passa a render menos ainda. Antes ela rendia 3,15% ao ano e agora rende 2,975%.

Lembra que eu falei que o governo é um dos investimentos de menor risco e que ele paga a taxa Selic? Ela está em 4,25%.

Não tem porque investir numa poupança que rende 2,975% se você pode investir com risco igual ou menor no tesouro e ter rentabilidades de 4,25%.

Selic abaixo do IPCA dos últimos 12 meses

O IPCA dos últimos 12 meses foi 4,31%. Agora a Selic está a 4,25%. Isso significa que caso o IPCA se mantenha, o Tesouro Selic vai passar a ter rentabilidade real negativa.

Sim, isso faria com que o Tesouro Selic fosse a “nova poupança”

O lado bom é que a expectativa de IPCA para os próximos 12 meses é de 3,40%, então esse cenário provavelmente não vai se materializar.

Conclusão

A Selic interfere na vida de todo brasileiro, não importa quem. Fiz esse texto para tentar passar um panorama do que acontece quando sai uma notícia como a de ontem de que a Selic foi cortada.

E ai? Acredita que esse corte de Selic foi bom ou ruim?