Criptomoeda

O que é uma criptomoeda?

Criptomoeda é uma moeda que não existe em forma física. Criptomoedas são moedas digitais descentralizadas, isso significa que não são controladas por um órgão ou governo específico. Além de serem descentralizadas, são protegidas por criptografia, o que as torna (quase) impossível de falsificar.

criptomoeda

Antes de mais nada, o que é criptografia?

A criptografia é quando uma informação inteligível se transforma em algo que uma outra pessoa seja incapaz de compreender.

A criptografia funciona como códigos: sem ela, um criminoso poderia interceptar a sua senha de e-mail durante o login.

Com a criptografia, caso ele intercepte seu acesso, mas não tenha a chave correta, verá apenas uma lista desordenada e aparentemente confusa de caracteres, que não leva a lugar nenhum.

Veja um exemplo, vou criptografar meu nome:

ELISA RIBEIRO

Vou colocar um sistema de código próprio, seguindo uma lógica que eu inventei… ficaria dessa forma:

cUEdA4cD4LUUeHvE/9d27lZkG/IhGhtOqK1mZNTIRDk=

Esse é meu nome criptografado, grande né?

Ou seja, se eu mostro esse monte de número, ninguém sabe o que está por trás disso, a não ser que saiba a lógica.

Por serem moedas digitais, que existem apenas em ambiente virtual, não é possível ver uma criptomoeda impressa, como as “moedas” que estamos acostumados a ver.

Então, quando for ao mercado você nunca receberá do caixa “moedinhas digitais” como troco.

criptomoeda

Apesar de você vê-las assim na imagem em formato de moedas físicas, essas são apenas representações meramente ilustrativas de criptomoedas, ou seja, elas não existem na forma impressa.

Moedas normais, como o nosso Real, são impressas por uma instituição, como a Casa da moeda. Já as criptomoedas são feitas através de blockchain.

Para que serve a criptomoeda

Inicialmente as criptomoedas, ou moedas digitais, tinham funções muito específicas como pagamentos de serviços digitais, de mineradores de blockchain. Nós também temos um glossário dedicado a te explicar o que é uma blockchain.

Hoje em dia as criptomoedas, que no momento em que escrevo esse texto já são algumas centenas de milhares, servem para pagamentos, compra e venda de bens ou serviços, e até mesmo investimentos. Sim, as criptomoedas são consideradas investimentos e vamos falar mais a seguir.

Por que criptomoeda é considerado investimento?

Apesar de já estarem presentes na vida de uma grande parcela de pessoas, as criptomoedas não são bem vistas como moeda.

Por mais que já exista transação delas, ainda é raro ver alguém as usando para pagamento. Até porque ainda tem uma série de questões em relação às transações. Geralmente, as pessoas adquirem uma criptomoeda esperando sua valorização.

Por isso, elas acabam sendo vistas como investimentos, mas é preciso olhar para isso e entender as particularidades desse ativo.

Quando se fala em inflação, o real tem inflação, o dólar tem inflação e se desvalorizam com o tempo.

E a criptomoeda bitcoin em relação à inflação?

Tem inflação também, porque cada vez mais tem bitcoin sendo minerado, então cada vez mais tem criptomoeda sendo criada.

Inclusive, existe um evento técnico que reduz 50% da remuneração dos mineradores: o halving. As consequências? Redução na oferta de novas criptomoedas no mercado.

Por falar em oferta, o principal driver do preço do bitcoin e das criptomoedas é oferta e demanda.

E é um componente tão forte que é por isso que elas são encaradas como investimento hoje em dia, apesar de não ser enquadrarem em um investimento de longo prazo como uma ação, por exemplo.

Quando você adquire uma ação você está investindo em algo que está gerando riqueza.

A empresa pode estar promovendo inovação, crescimento de pessoal, fazendo mais receita. Já a criptomoeda não.

Você tem ela na carteira e a variação acontece de acordo com a oferta e demanda. Assim como acontece com o ouro. Não produz nada para o mundo, mas é uma forma de investir e fugir da inflação da moeda local.

O futuro do bitcoin e das criptomoedas como forma de pagamento ainda é incerto, não sabemos como vai ser, em algum momento, elas provavelmente vão desempenhar papel de moedas mesmo.

criptomoedas

Qual a primeira criptomoeda criada?

Certamente você já ouviu falar na primeira criptomoeda criada. Ele mesmo, o Bitcoin (BTC).

criptomoeda

O bitcoin surgiu em 2008, quando o criador (ou os criadores, essa identidade real nunca foi revelada) apresentou em um fórum um arquivo como nome “Bitcoin” que deu origem ao que conhecemos hoje.

Foi só em 2009 que as primeiras transações ocorreram e de lá para cá essa criptomoeda já valorizou, digamos que, muito. Mas engana-se que é uma crescente em linha reta. Assim como qualquer outra moeda ou investimento, já teve os seus altos e baixos.

Apesar do Bitcoin ainda ser a criptomoeda mais “famosa”, digamos assim, existem outras moedas que surgiram depois, mas que já conseguiram o seu espaço no mercado. Podemos citar algumas como o Ethereum (ETH), o Litecoin (LTC), Ripple (XRP), Binance coin (BNB). E como são algumas centenas de milhares, não dá para descrever todas aqui. Até mesmo porquê, dia a dia surgem outras criptomoedas.

Se você reparou bem no texto, ao lado de cada criptomoeda tem três letras. Exemplo: ao lado do Bitcoin aparecem as letras BTC e do Ethereum as letras ETH.

São os códigos das criptomoedas. É como se fosse o ticker das criptomoedas.

Quais as vantagens da criptomoeda?

Por serem moedas descentralizadas as criptomoedas permitem que sejam feitas transferências de fundos diretamente entre duas partes sem que haja uma terceira parte envolvida como uma corretora, um banco, ou uma instituição qualquer.

Diferente das moedas normais, as criptomoedas não tem um período de dia para negociação, elas podem ser negociadas 24 horas por dia, 7 dias por semana. Elas não dependem de uma “bolsa de valores” para serem negociadas, portanto podem ser negociadas a qualquer momento.

Quais as desvantagens da criptomoeda?

Infelizmente, como tudo na vida, existe o lado “não tão vantajoso”. No caso da criptomoeda, por serem transações seguras e que asseguram o anonimato de quem as realiza, muitas pessoas mal intencionadas podem utilizar as criptomoedas para lavagem de dinheiro ou outras atividades ilegais, como evasão de impostos.

Entretanto, é possível rastrear através da blockchain.

Para acompanhar suas moedas, acesse agora o Real Valor! Disponível para AndroidIOS e na Web, 100% de graça!