« Back to Glossary Index

A ancoragem acontece quando usamos algum dado como referência para a tomada de decisão, independentemente se ele é relevante para aquele momento. 

Como o viés da ancoragem acontece na prática?

O mercado de ações é ótimo para avaliar finanças comportamentais, então vamos usar ele para entender esse viés! 

Geralmente, quando as pessoas vão fazer um investimento nas ações das empresas, usam a análise fundamentalista para fazer uma melhor avaliação. 

Levam em conta seus fundamentos, como dados financeiros, setor, estratégia e governança corporativa. Depois dessa análise feita, chega-se a um valuation da empresa e um preço de referência. 

Só que é importante sempre acompanhar outros fatores. Não pode se apegar ao dado como verdade absoluta.  Aí que mora o perigo da ancoragem

Por que? 

O mercado é muito volátil e pode mudar de uma hora para outra. 

A crise com o coronavírus é um excelente exemplo disso. 

Apesar de que era esperado uma desaceleração da economia, ninguém sabia que o mundo pararia por causa de um vírus, né? 

Por isso que com essas mudanças no mercado, algumas premissas podem mudar ao longo do tempo e aquele valor calculado pode não se provar verdade.

Inclusive, dependendo de quão brusca é essa mudança algumas empresas podem até quebrar. 

O que acontece é que muitas vezes as pessoas  acham que estão com um ativo que vai subir de preço ou não querem realizar prejuízo e acabam carregando o ativo por resto da vida.

“Ah, mas e se eu realizar prejuízo vou perder dinheiro”

Perfeito! Ninguém quer perder dinheiro, mas já pensou que você pode estar perdendo uma oportunidade de repente fazer mais dinheiro com um outro ativo? Perder um pouco agora, pode significar ganhar mais em outro ativo. 

Imagina que você está viajando, mas perde uma saída indicada pelo Waze. O que ele faz em seguida? 

Recalcula a rota! Então por que não fazer isso com os investimentos quando se percebe que seguiu o caminho errado?

Um dos Axiomas de Zurique que diz o seguinte: se sua ação caiu 20%, 30% e não tem uma justificativa plausível para ela voltar ao valor que era antes, saia dela! Recalcula a rota e segue o baile! 

Um dos fatores que também podem fazer com que a gente fique preso em relação aos ativos é gostar da empresa. Nessas situações é sempre importante avaliar o porquê você gosta da empresa.

Em investimentos, achar uma empresa legal ou cool pode não trazer a rentabilidade que você espera. Por isso, sempre avalie se é um gosto pessoal ou se você está fazendo um bom negócio! 

Você pode continuar gostando da empresa, mas não precisa colocar todo seu dinheiro nela. Goste mais do retorno que ela pode te dar 😉 

Acompanhe seus investimentos de perto com o Real Valor e monitore para tomar melhores decisões. 

Disponível para Android, IOS e na web, 100% de graça!

« Back to Glossary Index