O que são?

Royalties consistem em valores pagos a um proprietário, periodicamente, de acordo com o uso conferido de um produto, espaço ou prestação de serviço.

Em outras palavras, é uma forma alternativa de remunerar um dono – ou até mesmo um investidor – pelo uso de alguma coisa.

Se você não tiver entendido nada dessas frases, relaxa! Vou trazer alguns exemplos que vão te ajudar a entender!

Como funcionam Royalties

Como Royalties são aplicadas?

São inúmeras as formas que elas podem ser aplicadas.

No Brasil, uma das aplicações mais famosas ocorre entre o Governo Federal e empresas de petróleo interessadas na exploração da Bacia de Campos.

O governo, detentor da Bacia, cede o uso desse território para essas empresas explorar o petróleo e, em troca, exigem uma fração das suas vendas.

Bem tranquilo de entender, né?

Vale afirmar que Royalties não necessariamente envolverão o governo, elas também podem englobar o mundo dos investimentos ou até mesmo duas empresas privadas.

Royalties entre Empresas Privadas

Você sabia que a palavra “CrossFit” só pode ser legalmente utilizada por uma empresa através do pagamento de Royalties?

O termo “CrossFit” na realidade é uma marca registrada pela empresa CrossFit Inc. e acabou se tornando o nome de uma nova modalidade padrão dentro da sociedade. Com o crescimento dessa categoria, mais e mais empresas observaram uma oportunidade para aderir a esse estilo de vida inovador e criar negócios voltados para ele.

É claro que isso não sai de graça para os empreendedores, como já foi visto pelo spoiler acima. As empresas que aderem legalmente a essa modalidade devem pagar Royalties para a CrossFit Incorporation.

Essa é uma das formas adotadas para que essa categoria seja reproduzida corretamente já que um Box de CrossFit – como são chamados os espaços para a realização dessa atividade física – necessitam de metodologias, equipamentos e métricas espaciais específicas.

Para se ter uma ideia, de acordo com a Revista Exame, no Brasil existem aproximadamente 1.050 academias que pagam, em média, US$3.000,00 por ano para poderem usar a marca e seu nome. Como resultado disso, a empresa CrossFit Inc. obtém cerca de R$15.000.000,00 por ano somente em Royalties no Brasil.

Royalties nos Investimentos

Esse conceito também pode ser utilizado entre uma empresa e um investidor. Vamos trazer um exemplo um pouco mais prático para facilitar a compreensão:

Tenho uma amiga chamada Marina que é dona de uma empresa vendedora de relógios luxuosos em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Em 2016, a empresa dela estava começando a se desenvolver e a maioria dos seus relógios custavam em torno de R$5.000,00. Naquela época, Marina estava recebendo diversas propostas de investimento vindo de pessoas que acreditavam no seu negócio. Uma das propostas aceitas por ela foi a seguinte:

O investidor colocaria R$1.000.000,00 na empresa e em troca solicitaria 20% de Royalties em cima das vendas dos seus produtos, até que fossem recuperados 30% a mais do que foi investido inicialmente.

Ou seja, a cada relógio de R$5.000,00 vendido, R$1.000,00 (20% da venda unitária) eram destinados ao investidor na forma de Royalties, e esse acordo continuaria até que fossem completados R$1.300.000,00. Maneiro, né?

Você investe e ainda não usa o aplicativo do Real Valor?

Nele você consegue acompanhar de perto seus investimentos!

Disponível para Android, IOS e na Web, 100% de graça!