« Back to Glossary Index

Muito conhecido pelos investidores como uma “blindagem” contra a inflação, o título público IPCA+ se tornou muito famoso justamente por garantir uma rentabilidade acima do IPCA.

Rentabilidade Real

A inflação nada mais é que o fenômeno de aumento dos preços que faz com que o dinheiro seja desvalorizado com o tempo, algo que algumas pessoas acabam se esquecendo. Dessa forma, sempre que você for investir, é importante olhar além da rentabilidade que um título te proporciona. É preciso considerar essa desvalorização do dinheiro pela inflação e olhar para a rentabilidade real.

Ela pode ser obtida da seguinte forma:

1 + rentabilidade real = (1 + rentabilidade) / (1 + inflação)

Vamos criar um exemplo prático. Suponhamos que você, em um ano, conseguiu uma rentabilidade líquida em cima de seus investimentos de 8%. Vamos considerar também que a inflação nesse mesmo período foi de 4%. Qual foi a rentabilidade real em cima das suas aplicações?

(1,08) / (1,04) = 3,84%

É importante ressaltar que, por se tratar de um problema de juros compostos, não podemos simplesmente diminuir 4% de 8%.

Fazendo menos do que você imagina com IPCA+

Vamos analisar os títulos IPCA+ disponíveis hoje, em maio de 2021, sendo negociados:

Tabela de Tesouro IPCA+ em maio de 2020

Iremos olhar para o Tesouro IPCA+ 2035 que, em um primeiro momento, nos garante 4,20% além da inflação. Como podemos saber a rentabilidade anual bruta desse título?

Precisamos fazer algumas suposições. Consideremos que a inflação anual se manteve a mesma de 2020, ou seja, 4,52%.

É comum que as pessoas se confundam e acreditem que basta somar o IPCA com a rentabilidade do título para obter a rentabilidade anual bruta dele. Contudo, é preciso seguir a seguinte fórmula:

1 + rentabilidade = (1 + IPCA) × (1 + rentabilidade) = (1,0452) × (1,0420)

rentabilidade = 8,90%

Mesmo com essa rentabilidade bruta de 8,90% calculada, ainda precisamos alcançar a rentabilidade líquida. Ela é a responsável por dizer o quanto o investidor realmente terá em seus bolsos na data de vencimento.

No resgate do título, uma parcela do lucro é retirada na forma de Imposto de Renda. Para simplificar o entendimento, vamos considerar a menor alíquota desse imposto: 15%. Retirando esses 15% de 8,90%, chegamos em uma rentabilidade líquida de 7,56%.

(1 – 0,15) × (0,089) = 7,56%

Quanto isso significa de Rentabilidade Real?

Levando em conta uma inflação de 4,52% no período, realizamos a conta a seguir:

rentabilidade real = 1 – ((1,0756) / (1,0452)) = 2,90%

O que isso quer dizer? Você contrata um título que rende IPCA+ 4,20% e no final, você só ganha da inflação por 2,90%.

Conclusão sobre o Tesouro IPCA

É claro que, se observarmos no curto prazo, a diferença final para o investidor não será muito grande. Como se trata de juros compostos, começamos a visualizar uma discrepância muito maior ao aumentar esse período.

Se você investe R$1.000,00 por mês ao longo de 10 anos, contando com uma rentabilidade real de 4,20%, consegue cerca de R$149.704,04 com término do período.

Por outro lado, se você investe a mesma quantia ao longo do mesmo período, mas considerando uma rentabilidade real de 2,90%, seu resultado vai ser de R$140.076,31.

E por isso que é importante saber dessa pequena nuance dos IPCA+.

No Real Valor você consegue acompanhar seu tesouro IPCA de perto!

Disponível para Android, IOS e na web, 100% de graça!

« Back to Glossary Index