Índice Big Mac: O que é e como ele afeta a sua vida.

Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles e um pão com gergelim. Talvez você tenha lido cantando, ou se você é um pouco mais novo, pode ser que não esteja entendendo. A verdade é que se vamos falar sobre o Índice Big Mac, eu não poderia começar esse texto de outra forma.

Existe um indicador utilizado mundialmente que se chama Índice Big Mac e é literalmente baseado no sanduíche do McDonald ‘s com os ingredientes que citamos acima. 

Índice Big Mac

Porque ele tem esse nome? O que o mercado financeiro tem a ver com isso? Fica comigo aqui neste texto que eu vou te explicar tudo.

O que é o Índice Big Mac?

O Índice Big Mac, ou em inglês o Big Mac Index, foi criado pela revista britânica The Economist no ano de 1986. O objetivo dele é entender o poder de compra entre os países.

O índice foi criado para um objetivo simples: medir a Paridade dos Poderes de Compra (PPC). E para medir isso de forma mais homogênea, precisavam de um produto e de uma empresa que estivesse consolidado em uma grande quantidade de países.

Em outras palavras, o Índice Big Mac foi criado para medir as disparidades no poder de compra do consumidor. Tradicionalmente, os economistas utilizam a “cesta de mercadorias” para medir diferenças nos preços ao consumidor. Neste caso, o sanduíche substitui essa cesta.

Talvez você esteja se perguntando: “Por que escolheram o Big Mac? Já que vamos medir algo tão sério, essa é a melhor escolha?”. Os especialistas garantem que neste caso o sanduíche não apenas como um simples lanche, mas algo que reflete uma série de outros fatores econômicos locais, como por exemplo a variação do custo dos ingredientes até o valor da produção e distribuição local. 

Como foi a escolha do produto e da marca?

O nome da empresa não demorou a surgir. Afinal, a rede de fast food está espalhada por todo o mundo. Para você ter ideia, o Mcdonald’s, está presente em 119 países e territórios do planeta e tem atualmente mais de 35 mil unidades de restaurantes. Só aqui no Brasil são mais de 2.500, entre lojas e quiosques.

Além disso, esse é um produto homogêneo, que tem praticamente a mesma receita em todas as suas unidades. Então temos quase o mesmo produto sendo vendido para centenas de milhares de pessoas, em economias diferentes, por países diversos.

Assim, é possível fazer uma análise que considere os custos para oferecê-lo e o seu preço de venda.

Como é calculado o Índice Big Mac?

Para calcular o Índice Big Mac, é necessário dividir o preço de um Big Mac de um país pelo preço de um Big Mac de outro país Cada um em sua respectiva moeda local. O Valor encontrado é como uma taxa de câmbio.

Esse valor encontrado, essa taxa de câmbio, é comparado à taxa de câmbio oficial entre as moedas desses países. Assim é possível avaliar se uma das moedas está subvalorizada ou supervalorizada, de acordo com o poder de compra.

Vamos a um exemplo prático para ficar mais fácil?

Calculando o Índice Big Mac na prática.

Em janeiro de 2022 um Big Mac no Brasil custava R$ 22,90. O mesmo sanduíche em terras norte-americanas custava U$ 5,81. 

Dividindo o preço do lanche no Brasil pelo preço nos EUA temos:

 22,90 / 5,81 = 3,94. 

Esse valor que encontramos, 3,94, vamos chamar de Paridade de Equilíbrio. 

Vamos ver quanto o dólar custava naquela época: 

Índice Big Mac

Levando em consideração a data do dia 31/01/2022, 1 dólar estava custando R$ 5,30.

Agora vamos dividir a taxa de Paridade de Equilíbrio pelo valor em Reais do Dólar da época: 3,94 / 5,30 = 0,74339. Arredondando, encontramos o Valor de 0,75.

Ou seja, essa taxa indica que o real estava subvalorizado em 25% pela taxa de câmbio atual.

Dá uma olhada na tabela abaixo, ela mostra os dados desde 2016.

Índice Big Mac

Curiosidades sobre o Índice Big Mac

Eu não poderia terminar esse texto só falando que o real está desvalorizado frente ao dólar, vamos ver algumas curiosidades sobre esse Índice.

Há alguns anos, o sanduíche mais caro do mundo está na Suíça. Em janeiro deste ano, enquanto tínhamos uma subvalorização de 25% por aqui, lá um Big Mac custava cerca de 6,50 francos suíços, o que apontava uma supervalorização de 20,2% na moeda da Suíça. Por lá, nos últimos 18 anos, o valor do lanche subiu 43%.

Já na outra ponta da tabela, tínhamos a Rússia. Antes de todos os restaurantes da rede fecharem por lá, eles tinham o Big Mac mais barato do mundo, custando apenas US$ 1,74.

Vamos olhar um horizonte um pouco maior e ver a variação do índice desde 2004 em alguns países.

Índice Big Mac

Como comparar meus investimentos com os índices do mercado?


O Índice Big Mac não impacta diretamente os seus investimentos, mas outros índices como o Ibovespa, CDI, FII e outros vão te ajudar a saber se você está mandando bem nos investimentos. E o Real Valor, além de consolidar seus investimentos comparar cada ativo com o respectivo benchmark e mostra como está o rendimento da sua carteira como um todo. O Real Valor está  disponível para Android, IOS e na versão web. Baixe agora e acompanhe seus investimentos.