O que está acontecendo na Ucrânia e quais impactos nos investimentos?

Se você está acompanhando os noticiários, já deve ter visto que a Rússia atacou diversas cidades na Ucrânia. Mas afinal o que está acontecendo na Ucrânia? O que a Rússia pretende com isso? O que o Brasil tem a ver com essa guerra? O que é OTAN? Como isso impacta meus investimentos?

acontecendo na ucrânia

Antes de tudo eu preciso dizer que não há lado bom em uma guerra. O que está acontecendo na Ucrânia, não deveria acontecer em nenhum outro país, mas resolvi escrever esse texto para contextualizar e mostrar como o que está acontecendo na Europa pode impactar a nossa vida.

E já que estamos diante desse cenário geopolítico é preciso  entender um pouco mais do que causou toda essa tensão entre Rússia e Ucrânia e os desdobramentos que podem estar por vir.

Afinal, o que está acontecendo na Ucrânia?

Para entender o que está acontecendo na Ucrânia, vamos entender a causa raiz das tensões entre Rússia e Ucrânia, causando a guerra no leste europeu.

Antes de seguir eu quero que você entenda uma coisa: esse texto é uma breve explicação do que está acontecendo e não tem intuito de fazer um tratado político ou tomar partido de qualquer lado que seja. É o jeito Real Valor de te mandar bem informado, falando a sua língua!

De forma bem resumida, o que está acontecendo na Ucrânia é uma questão de interesses de influências. Se a gente pudesse comparar, poderíamos dizer que o que está acontecendo na Ucrânia é como um xadrez de influências.

Lembra da antiga União Soviética? Pois bem, a Ucrânia fazia parte desse grupo, além de ser vizinha da Rússia. Dá uma olhada na imagem abaixo.

acontecendo na ucrânia

Em amarelo a gente vê a Ucrânia e logo ao lado, sua vizinha, a Rússia em verde. Pela proximidade e por todo histórico geopolítico, a Ucrânia sempre sofreu bastante influência de Moscou, capital da Rússia.

Agora a Ucrânia resolveu entrar para a OTAN, e isso começou a incomodar a vizinha Rússia.

Pausa para explicar o que é OTAN

OTAN, é a sigla de Organização do Tratado do Atlântico Norte, que é a maior aliança militar do planeta. A OTAN conta, dentre diversos outros países, com os Estados Unidos da América, além das maiores potências Europeias.

Os membros que fazem parte da OTAN, caso sejam atacados, podem contar com a ajuda dos países parceiros da organização. Ou seja, não parece ser um bom negócio invadir um membro da OTAN, já que assim você poderia estar comprando briga com outros países. 

Voltando a tensão entre Ucrânia e Rússia.

Agora que você sabe o que é a OTAN e sabe o quão perto da Rússia a Ucrânia está, você vai entender melhor o que está acontecendo na Ucrânia.

A Rússia não está se sentindo confortável em ter um membro da OTAN dividindo sua fronteira com ela e está exigindo que esse acordo não aconteça. 

acontecendo na ucrânia OTAN

Países membros da OTAN

Para piorar um pouco a situação a Ucrânia conta com algumas províncias separatistas, e essas províncias contam com uma parte expressiva da sua população, sendo uma população russa. Essas províncias apoiam a anexação a Moscou. 

O mundo está de olho no que está acontecendo na Ucrânia

Essa semana os EUA fizeram um alerta de que a Rússia poderia a qualquer momento atacar a Ucrânia. De acordo com algumas inteligências ocidentais, tropas russas já estavam posicionadas há alguns dias nas fronteiras com a Ucrânia.

Houve até notícias de que as tropas Russas recuaram e que não haveria invasão, mas na madrugada do dia 24 de fevereiro de 2022, a Rússia começou a intervenção militar em terras ucranianas.

Como ficam os mercados financeiros diante do que está acontecendo na Ucrânia?

Talvez você já tenha ouvido falar da terceira guerra mundial, ou qualquer coisa do tipo. Seja muito cauteloso com suas fontes e busque sempre informações confiáveis, antes de alarmar ou tomar ações movidas pelo medo ou pelo desconhecido.

Claro que um conflito direto entre OTAN e Rússia, teria um impacto no mercado em geral. Pense que casos extremos, hoje em dia, são muito mais difíceis de acontecer do que no passado. Com a nossa economia globalizada, interdependente, com tantos países com armas de destruição em massa, a solução para uma guerra é muito mais diplomática e passa por muito mais sanções e restrições, principalmente entre as grandes potências.

Os mercados globais já adotaram, diante da pandemia, uma postura mais contracionista, freando a economia. Sugerindo por exemplo o aumento dos juros e o fim da compra dos títulos, como é o caso do FED, o Banco Central dos Estados Unidos.

É importante também ficar de olho nas commodities. Diante de cenários como esse, as matérias primas vendidas ou compradas em grande escala pelos países envolvidos podem sofrer oscilações nos seus preços.

Como fica o mercado brasileiro diante do que está acontecendo na Ucrânia?

Vamos pensar. Se uma guerra de fato estourar, os investidores buscarão ainda mais segurança, certo? Segundo João Vítor Escovar, Uma forma de fazer isso, é investindo no Tesouro Americano que é um dos mais seguros do mundo.

Assim os EUA poderiam manter seus juros em patamares baixos, e isso acaba sendo bom para o Brasil.

Quando os juros americanos sobem, fica mais atrativo investir lá. Sendo assim, os juros aqui precisam subir também. E quando os juros descem, nós não precisamos aumentar o custo da nossa dívida para captar recursos. O que é bom para economia como um todo, inclusive na valorização do Real diante do Dólar.

O que fazer com meus investimentos?

Como já falamos no início deste texto, não se desespere. Seja cauteloso e prudente. Independente do que esteja acontecendo na Ucrânia , pense sempre em entender, buscar fontes confiáveis antes de alocar seus investimentos em algo que você não conhece.

Acompanhe de perto seus investimentos. Pelo Real Valor você acompanha a sua carteira de investimentos de forma consolidada de forma 100% gratuita. Disponível para Android, IOS e na versão web. Inclusive, no app temos uma seção com notícias do mercado para você ficar sempre atualizado. Baixe agora!