Por que você deve focar no longo prazo? E quando começar a investir?

Quando perguntam quando é a melhor hora de começar a investir, a resposta é há 10 anos atrás, mas como não dá para voltar no tempo, a melhor hora de começar a investir é agora. Veja, o tempo vai passar de qualquer forma: você prefere ter começado antes e ter a possibilidade de ter mais rentabilidade ou prefere começar depois e ter menos chance? 

Com isso, já respondo a segunda pergunta do título desse post que na verdade tem uma relação direta com a primeira pergunta. Então vem comigo que eu vou te explicar. 

Mas afinal, por que focar no longo prazo e por que começar a investir agora?

A primeira coisa que você precisa saber é que quando falamos de investimento, pensamos em longo prazo. Pensar no curto prazo está mais para especulação do que de fato investir. 

Antes de te responder quero te contar uma história que originou esse texto: 

Foi a partir de uma conversa que estava tendo com um amigo meu. Ele estava indignado que tinha deixado R$ 10 mil investido em um título e no mês seguinte ele falou que tinha apenas R$ 50 a mais. 

Na cabeça dele não fazia sentido ficar sem os R$ 10 mil para ter R$ 50. Mas o que ele está fazendo é focar no curto prazo e não no longo prazo, que é onde se tem a possibilidade de, de fato, fazer dinheiro. 

Eu não culpo meu amigo de estar irritado, afinal de contas, quando você começa a investir os juros compostos demoram a agir e parece que não vai ter efeito nenhum no seu dinheiro. E ele, como a maioria dos brasileiros, pensa muito mais a curto prazo e como pode usar o dinheiro no agora.


No final do dia, investir é abrir mão do seu dinheiro agora para tê-lo no futuro com um acréscimo de juros.

Mas então por que é tão importante focar no longo prazo?

Acontece que os investimentos funcionam com juros compostos e eles são capazes de, ao longo do tempo, fazer seu patrimônio aumentar de forma exponencial. Sim, exponencial. 

Veja o exemplo a seguir:

Imagine uma pessoa que começou a investir em agosto de 2018, aos 20 anos. Ela investe R$2.000 por mês e tem uma rentabilidade de 12% ao ano. 

Depois de 35 anos, quanto de dinheiro você acha que ela tem acumulado?

(Nesse caso, ela teria investido cerca de R$ 800 mil)

Quanto você acha?

R$ 2 milhões?

R$ 5 milhões?

Não.

Essa pessoa teria, aos 55 anos, uma fortuna de ONZE MILHÕES DE REAIS.

começar a investir

Perceba que o montante investido (em azul) cresce seguindo uma reta, o que chamamos de crescimento linear, enquanto os juros recebidos crescem seguindo uma curva inclinada para cima, o que chamamos de crescimento exponencial.

No início da sua vida como investidor, você recebe pouco dinheiro de juros, porque eles precisam de tempo para trabalhar. Depois de alguns anos, os juros passam a ser a grande força que impulsiona o seu patrimônio.

O gráfico abaixo mostra qual o percentual do montante total vem do dinheiro investido e quanto vem de juros. No ano de 2018, 100% vem do dinheiro investido, porque os juros ainda não tiveram tempo de trabalhar. Em 2030, a proporção será quase meio a meio. Em 2052, os juros já correspondem a mais de 90% de todo o patrimônio.

começar a investir

Fazendo esses cálculos, é possível perceber que para ficar rico, é importante sempre investir um pouco do dinheiro (quanto mais melhor), escolher em bons ativos, mas principalmente: ter paciência e deixar os juros compostos fazerem o seu trabalho.

Ainda não acredita? Então vamos olhar para a bolsa de valores nos últimos anos. 

De dezembro de 2021 até hoje enquanto escrevo esse texto, a bolsa caiu -6,5%.

começar a investir

Mas se a gente olhar um pouco mais longe, quem começou a investir na bolsa em 2016 viu seu patrimônio mais que duplicar:

começar a investir

E apesar de vermos diversos vales no gráfico, o resultado final é de crescimento. Afinal de contas, as empresas abertas em bolsa estão sempre correndo atrás do lucro para os acionistas. 

Se pararmos para analisar, no longo prazo, quem segurou as posições conseguiu fazer dinheiro. Claro que isso depende de alguns outros fatores. 

Qual o segredo então para ter aumentar o patrimônio com investimentos? 

O grande segredo para aumentar o patrimônio consiste em 3 leis:

  • Investir sempre, ou seja, fazer novos aportes sempre que possível
  • Investir bem, ou seja, conseguir o máximo de rentabilidade correndo o risco que você aceita correr
  • Ter paciência para deixar os juros compostos fazerem seu trabalho.

Resumindo: consistência, boas escolhas e claro, focar no longo prazo com paciência.

Para te ajudar com isso, é possível ter profissionais no mercado que te ajudam com isso. Você não precisa fazer todo o trabalho sozinho, até porque ter uma pessoa ao seu lado vai ajudar a olhar o longo prazo. 

Por que é tão difícil olhar o longo prazo?

Vamos com uma analogia fora do mundo dos investimentos. Quando uma pessoa decide emagrecer 10kg, você acha que ela vai conseguir em 1 mês de ginástica e alimentação? Eu te respondo com toda a certeza que não. Seguindo as orientações de emagrecimento naturais é muito difícil, quase impossível que no mês seguinte ela esteja 10kg mais magra. 

Lembrando que não estou incentivando nada aqui, mas é um processo que demanda tempo, ou seja, paciência e também consistência. Não adianta nada ficar 1 semana comendo salada e na outra comendo hambúrguer. 

Com investimento é a mesma coisa. 

Não adianta você colocar R$ 10 mil e no mês seguinte querer ser o mais novo milionário do pedaço. É preciso que você coloque mais dinheiro ao longo do tempo, dessa forma você vai ajudar os juros compostos a fazer o seu trabalho. Além disso, fazer as escolhas de bons ativos para ter uma boa rentabilidade e para isso você pode contar com especialistas no assunto. 

Investindo bem, frequentemente e com paciência

Quando se junta os três ensinamentos acima, o investidor está no caminho para aumentar o patrimônio.

Parece simples, talvez até óbvio e de fato é. O problema é que muitas pessoas mesmo assim não seguem essas ideias.

As pessoas não investem com frequência. Na verdade elas nem olham direito para as entradas e saídas da sua conta. 

As pessoas não investem bem. No Brasil temos 900 bilhões de reais investidos na poupança, que rende 70% da Selic. Sabendo que o Tesouro Selic rende 100% da Selic e tem o mesmo risco.

As pessoas não têm paciência. Talvez o maior exemplo disso seja o boom de esquemas de pirâmides no Brasil. Não são apenas os mais leigos que entram nessa onda não. Tenho amigos bem instruídos e conhecedores do mercado que entraram.

Como saber se você está no caminho certo

A melhor maneira de saber se você está fazendo isso certo é monitorando seus investimentos de perto.

O Real Valor foi criado justamente porque as planilhas manuais dão muito trabalho para atualizar e os sites e relatórios dos bancos e corretoras não fornecem todas as informações que o investidor precisa.

Com ele você consegue acompanhar TUDO que você precisa como investidor, sem ter trabalho nenhum de atualizar os dados. O app está disponível para AndroidIOS e na versão web. Baixe agora e acompanhe seus investimentos.