Você sabe como funciona?

Marcação a mercado no Tesouro Direto

Nos últimos tempos o Tesouro Direto ganhou lugar garantido como indicação de investimento como alternativa para reserva de emergência.

Este não é um texto de indicação de compra ou venda de ativo.

É um programa feito pelo governo nacional em parceria com a B3 para a venda de títulos públicos. Com ele, qualquer um consegue “emprestar” dinheiro para o governo.

O que é o Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é considerado um investimento de renda fixa, pois a rentabilidade é definida no momento da compra. Essa rentabilidade é respeitada na data do vencimento.

Além disso, os títulos do Tesouro Direto têm liquidez diária. Quando você decide sacar antes do vencimento, você vende o seu título de volta para o governo.

O que deve ser levado em conta é que nesses casos, o valor do título é determinado pelo mercado.

Antes de falar sobre a marcação a mercado, é preciso entender as formas de investir em tesouro direto.

Com eles, você já sabe qual é a rentabilidade no momento da compra.

Tesouro prefixado

Você sabe que se carregá-lo até o vencimento, você vai receber o seu dinheiro com uma rentabilidade de 5,75% ao ano.

Exemplo: Um título prefixado com o vencimento em 2023 que paga 5,75% ao ano.

A rentabilidade deles está atrelada ao IPCA (índice que mede a inflação no país). Ele é chamado de pós fixado, pois não é sabida a rentabilidade total do título até o seu vencimento.

Tesouro IPCA+

Esses títulos têm uma parcela pré-fixada somada ao IPCA.

Exemplo: IPCA+ 2035 com rentabilidade: IPCA + 5%

A rentabilidade deles está atrelada à SELIC (taxa de juros do país). Esse título também é considerado pós fixado.

Tesouro SELIC

Exemplo: Tesouro SELIC 2023 com rentabilidade: SELIC + 0,02%

Esses títulos podem ter uma parcela pré-fixada somada à SELIC.

O que é a marcação a mercado e como é feita no Tesouro Direto?

Marcação a mercado de um título significa atribuir o valor do título na data atual, mesmo que ele só tenha vencimento numa data futura.

Isso significa que, entre o dia que você compra o título e a data de vencimento, seu valor varia de acordo com o mercado porque, todos os dias, investidores negociam seus títulos públicos no mercado.

Se pergunte

Isso é marcação a mercado!

“Qual seria o valor de um determinado título que um investidor possui se ele resolvesse vendê-lo imediatamente?”

Se você tem um título que rende 10%, mas digamos que você queira vender antecipadamente… quanto você vai receber por ele?

A resposta é a aquela clássica: Depende

Se você comprou a 10% e agora a taxa está em 5%, seu título é um literalmente um tesouro.

Ele vai estar mais valorizado do que o normal e rendendo no período, mais de 10% por marcação a mercado.

Se você vender esse título de rentabilidade 10% num cenário onde os títulos estão sendo negociados a 20%, ele desvalorizou, porque existem títulos muito mais atrativos, com rentabilidade mais alta.

A marcação de mercado permite que você saiba o valor que receberia hoje caso optasse em vender um título ou cota.

Isso só vale se você tiver interesse em vender antecipadamente o seu título atrelado ao IPCA ou prefixado. Mas como acompanhar eles?

No aplicativo do Real Valor você consegue importar automaticamente ou inserir manualmente os seus títulos de Tesouro Direto para acompanhar e fazer a marcação a mercado!

Acompanhe sempre a rentabilidade dos seus investimentos com o Real Valor

Baixe agora